Politica

Saiba quem é o general Eduardo Pazuello, que assume interinamente a Saúde

Natural do Rio de Janeiro, o general foi indicado para o ministério pelo presidente Jair Bolsonaro

Humberto Martins/Estado de Minas, Márcia Maria Cruz - Estado de Minas
postado em 15/05/2020 13:14
Eduardo PazuelloCom a saída de Nelson Teich do Ministério da Saúde, um general assume o comando da pasta de maneira interina, até que o presidente Jair Bolsonaro escolha um novo nome.

O general Eduardo Pazuello chegou ao ministério para ser o número 2 da pasta na mesma época que Teich. No entanto, o militar não foi escolha do agora ex-ministro. Foi colocado lá por Bolsonaro.

Em vários momentos, assumiu, na prática, o comando da pasta, principalmente em declarações nas quais se posicionava ao lado de Bolsonaro em temas nos quais Teich discordava do presidente ; especialmente as medidas de isolamento social e o tratamento com cloroquina.

Espera-se, portanto, que uma das primeiras medidas do ministro deverá ser a alteração do protocolo de tratamento com a hidroxicolorquina, principal motivo da saída de Teich.


Carreira

O general Pazuello nasceu no Rio de Janeiro e formou-se na Academia Militar das Agulhas Negras, em 1984, como oficial de intendência.

No Exército, Pazuello comandou o 20; Batalhão Logístico Paraquedista e foi Diretor do Depósito Central de Munição, ambos no Rio de Janeiro. Em 2014, foi promovido a General-de-Brigada e, em 2018, a General de Divisão. Antes de ir para o ministério, exercia o comando da 12; Região Militar, em Manaus.

Como Oficial General, foi coordenador logístico das Tropas do Exército Brasileiro empregadas nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

Militares no governo

A asecensão de Pazuello demonstra a maior presença das Forças Armadas no governo de Bolsonaro. O general foi indicado pelo próprio presidente da República.

[SAIBAMAIS]Além do novo secretário, outros membros do governo são oriundos das Forças Armadas: Hamilton Mourão (vice-presidente), Braga Netto (ministro da Casa Civil), Fernando Azevedo e Silva (ministro da Defesa), Bento Albuquerque (ministro de Minas e Energia), Marcos Pontes (ministro de Ciência e Tecnologia), Jorge Oliveira (Secretário-Geral), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação