Politica

PT apresenta pedido de impeachment de Bolsonaro nesta quinta-feira

Outros partidos, entidades da sociedade civil e juristas também assinam o pedido. Ato está marcado para a manhã desta quinta-feira

Humberto Rezende
postado em 20/05/2020 19:27
Bolsonaro de máscaraJuristas, entidades da sociedade civil e partidos de oposição, incluindo o PT, entregarão, nesta quinta-feira (21/5), à Câmara dos Deputados, um pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro. A entrega deve ser acompanhada por manifestação na Esplanada dos Ministérios.

"Bolsonaro é incapaz de dar resposta à crise que estamos vivendo e não tem condições nem capacidade administrativa e humana de conduzir o país. Briga com todo o mundo e não protege o povo brasileiro", afirmou, em nota, a deputada e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, nesta quarta-feira.

Pelas redes sociais, tem sido convocado um ato em frente ao Congresso Nacional, às 11h. Nas chamadas, pede-se o uso de máscaras. "Obrigatório uso de máscaras e distanciamento entre as pessoas adequado conforme orientação da OMS", diz uma das peças de divulgação.

Propaganda pede impeachment de Bolsonaro

Decisão de Maia

Cabe ao presidente da Câmara, hoje o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), dar prosseguimento ou não a pedidos de impeachment do presidente. Maia não tem demosntrado muito interesse em levar adiante algum dos vários pedidos que já recebeu.

Levantamento feito pelo site Congresso em Foco mostrou que, no fim de abril, já tinham sido apresentados 26 pedidos do tipo contra Bolsonaro.

[SAIBAMAIS]Este novo pedido, porém, é o primeiro encaminhado pelo PT, principal partido de oposição, que tomou a decisão de apresentar o documento na semana passada, em reunião da Comitiva Nacional da legenda.

Na ocasião, o PT informou que o pedido seria assinado por um "conjunto de movimentos sociais, organizações da sociedade civil, entidades e representantes da comunidade jurídica, além de outros partidos, como o PSOL, e frentes políticas".

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação