Politica

Em vídeo, Bolsonaro diz querer população toda armada contra 'ditadura'

Presidente pede que ministro da Defesa e Moro assinem portaria para que ele mande ''um puta de um recado a esses bostas'', se referindo a prefeitos e governadores que implementaram medidas restritivas de isolamento

Sarah Teófilo
postado em 22/05/2020 18:15
 (foto: Marcos Corrêa/PR)
(foto: Marcos Corrêa/PR)
Bolsonaro em reunião ministerialEm vídeo de reunião ministerial de 22 de abril, divulgado nesta sexta-feira (22/5), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) diz querer a população toda armada, ao criticar medidas restritivas de isolamento social implementadas por governos estaduais e municipais. Bolsonaro diz que é "fácil impor uma ditadura" no Brasil e que por isso ele quer uma população armada.

"O que esses filha de uma égua quer, ô Weintraub (ministro da Educação), é a nossa liberdade. Olha como é fácil impor uma ditadura no Brasil. Como é fácil. O povo tá dentro de casa. Por isso que eu quero, ministro da Justiça (Sergio Moro) e ministro da Defesa (general Fernando Azevedo), que o povo se arme! Que é a garantia que não vai ter um filho da puta aparecer pra impor uma ditadura aqui", disse.
Bolsonaro afirmou que é "facílimo" impor uma ditadura. "Um bosta de um prefeito faz um bosta de um decreto, algema, e deixa todo mundo dentro de casa. Se tivesse armado, ia pra rua. E se eu fosse ditador, né? Eu queria desarmar a população, como todos fizeram no passado quando queriam, antes de impor a sua respectiva ditadura. Aí, que é a demonstração nossa, eu peço ao Fernando e ao Moro que, por favor, assine essa portaria hoje que eu quero dar um puta de um recado pra esses bosta! Por que que eu tô armando o povo? Porque eu não quero uma ditadura", afirmou.

[SAIBAMAIS]Bolsonaro diz, ainda, que em seu governo ele quer "escancarar a questão do armamento". As falas são uma cobrança em especial ao ex-ministro Sérgio Moro, uma vez que questões relativas a porte e posse de arma são com a Polícia Federal, que integra o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Assim como em diversos outros momentos, Bolsonaro cobra uma postura de apoio integral por parte dos ministros: "Que cada um faça, exerça o teu papel. Se exponha. Aqui eu já falei: perde o ministério quem for elogiado pela Folha ou pelo Globo! Pelo antagonista! Né? Então tem certos blogs aí que só tem notícia boa de ministro. Eu não sei como! O presidente leva porrada, mas o ministro é elogiado. A gente vê por aí: "Ah, o governo tá, o ... o ministério tá indo bem, apesar do presidente. Vai pra puta que o pariu, porra! Eu que escalei o time, porra", disse.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação