Politica

Bolsonaro: argumentos de inquérito de fake news são baseados em factóides

Bolsonaro ainda criticou a ação da Polícia Federal deflagrada quarta-feira (27) por ordem do ministro Alexandre de Moraes

Ingrid Soares
postado em 28/05/2020 10:25
 (foto: Isac Nobrega/PR)
(foto: Isac Nobrega/PR)
Jair BolsonaroO presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta quinta-feira (28/5), na saída do Palácio da Alvorada, que os argumentos nos quais está baseado o inquérito sobre fake news são mentirosos. Segundo o chefe do Executivo, o processo está baseado em factóides.

;Vocês que inventaram o Gabinete do ódio, alguns acreditaram e outros foram além. Abriram processo no tocante a isso. Não pode um processo começar em cima de um factóide, em cima de uma fake news. Respeitamos os demais poderes, mas não abrimos mão que nos respeitem também;.

Bolsonaro ainda criticou a ação da Polícia Federal deflagrada quarta-feira (27/5) por ordem do ministro Alexandre de Moraes, que expediu mandados de busca e apreensão no âmbito do inquérito das fake news e investiga 13 aliados e apoiadores do presidente. Ele disse que ;ordens absurdas não se cumprem;. Bolsonaro se referiu à operação como ;um dia triste;, mas disse em tom de ameaça que ;será o último;.

;Mais um dia triste na nossa história, mas o povo tenha certeza. Foi o último dia triste. Nós queremos a paz, a harmonia, independência, respeito a democracia acima de tudo. A liberdade de expressão é algo sagrado entre vocês [imprensa] e também entre a mídia alternativa. Nós não podemos ficar apenas tendo a nossa disposição um lado, a mídia tradicional ou a mídia social, os dois lados vão conviver;.

[SAIBAMAIS]O presidente também apontou que a ação serviu para mostrar que não controla as ações da Polícia Federal. ;Trabalhamos ontem quase que o dia todo voltados para uma causa, com dor no coração, ouvindo reclames daqueles que tiveram sua propriedade privada violada, que não são bandidos, não são marginais, não são traficantes. Muito pelo contrário, são cidadãos, homens de família, mulheres que foram surpreendidos com a PF que estava cumprindo ordem, batendo em sua casa. Nunca tive a intenção de controlar a PF, pelo menos isso serviu para mostrar ontem, mas obviamente ordens absurdas não se cumprem e nós temos que botar um limite;, concluiu.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação