Publicidade

Correio Braziliense

Bolsonaro brinda com leite em live e diz: "Eu acho que a PF mata vírus"

Presidente participou do desafio do leite: "Somos o maior produtor do mundo"


postado em 28/05/2020 19:40 / atualizado em 28/05/2020 20:57

(foto: Facebook/ reprodução )
(foto: Facebook/ reprodução )
Em live na noite desta quinta-feira (28/5), o presidente Jair Bolsonaro fez um brinde no desafio do leite. "Somos o maior produtor de leite do mundo. Sempre tomei isso aqui. Um brinde a todos os produtores de leite", afirmou. 

 

O presidente, no entanto, não fez nenhum comentário sobre as mais de 25 mil mortes perdidas pelo coronavírus. Sobre a pandemia, se limitou a voltar a ressaltar a necessidade da economia retornar. "A gente espera que a economia volte a funcionar. Como venho dizendo temos dois problemas: a vida e o desemprego. Alguns estados estão abrindo shoppings, mas com restrições. A desgraça que fizeram com esse negócio de fechar tudo...", lamentou. 

 

Bolsonaro também afirmou que os números de mortes no Rio de Janeiro diminuíram depois da operação da Polícia Federal que investiga irregularidades nas compras de respiradores e que deflagrou buscas no Palácio das Laranjeiras, residência oficial do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel . “No Rio de Janeiro caiu assustadoramente o número de óbitos de corona depois que a Polícia Federal passou por lá. Acho que a PF mata vírus", brincou.

 

Porém, os números diminuiram por uma mudança no método de contagem, que agora não contabiliza mais casos não confirmados por exames laboratóriais.

 

O presidente voltou a comentar a operação da PF que ocorreu nesta quarta-feira (27/5). Bolsonaro mostrou uma série de matérias divulgadas pela mídia, que de acordo com Bolsonaro, têm fake news sobre ele. Porém, ele disse que não faz nada porque respeita a liberdade de imprensa. "Mostrei aqui uma série de matérias contra mim e não tomo providência", disse.  

 

  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade