Publicidade

Correio Braziliense

PT dividido sobre Ciro Gomes: Dirceu prega união, Gleisi espera desculpas

Gleisi Hoffmann discordou da proposta de Dirceu de uma união entre Ciro e Lula contra Bolsonaro: "Ele deve desculpas ao Lula e ao PT"


postado em 29/05/2020 22:02 / atualizado em 29/05/2020 22:21

(foto: AFP, Facebook/Reprodução e Lula Marques/PT)
(foto: AFP, Facebook/Reprodução e Lula Marques/PT)
Ministro da Casa Civil no governo Lula, José Dirceu defendeu, nesta sexta-feira (29/5), uma aliança de esquerda para derrotar o presidente Jair Bolsonaro. A aliança deveria incluir tanto o ex-presidente petista quanto Ciro Gomes, candidato à Presidência em 2018 pelo PDT.

"Para enfrentar Bolsonaro, todos têm de se unir: Lula, Ciro... Por mais que haja divergência, se queremos impedir o pior para o Brasil", disse, em entrevista ao UOL, Dirceu, que deixou o governo após o escândalo do Mensalão, pelo qual acabou condenado.

A presidente nacional do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann, no entanto, mostrou discordar de Dirceu, que apesar de mais distante da direção do partido, ainda tem suas opiniões muito respeitadas em algumas alas da legenda.

Em um tuíte direcionado diretamente a Zé Dirceu, Gleisi lembrou as várias críticas que Ciro vem fazendo ao PT e a Lula desde a época das eleições. "Zé, com todo respeito, o problema do Ciro é de caráter, não de divergência política. Ele deve desculpas ao Lula e ao PT pelas mentiras e ataques que vem fazendo. Tornou-se um instrumento de antipetismo, auxiliando a direita do país", escreveu a deputada.




Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade