Publicidade

Correio Braziliense

Malafaia e R. R. Soares encontram Bolsonaro e oram pelo STF e o Congresso

Lideranças evangélicas visitaram o presidente no Palácio do Planalto nesta sexta-feira (5/6) para fazer um "clamor pelo Brasil"


postado em 05/06/2020 17:41

(foto: Twitter Silas Malafaia/Reprodução)
(foto: Twitter Silas Malafaia/Reprodução)
O presidente Jair Bolsonaro recebeu alguns pastores evangélicos no Palácio do Planalto nesta sexta-feira (5/6), dentre eles Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, e R. R. Soares, fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus.

No encontro, as lideranças cristãs fizeram orações para o Supremo Tribunal Federal (STF), o Congresso Nacional e o próprio Poder Executivo. O objetivo, de acordo com Malafaia, foi "interceder pela nação e levantar um clamor pelo Brasil". “Isso aqui não é nenhum programa, é uma questão espiritual em favor da nossa nação”, disse o pastor.

O momento de fé foi transmitido pelas redes sociais. Bolsonaro e os pastores se posicionaram na rampa do Palácio do Planalto e, durante às orações, estenderam os braços para o STF e o Congresso.

Nas suas preces, os pastores lamentaram o momento delicado que o país passa devido à pandemia da covid-19, que até a quinta-feira (4/6) já havia matado mais de 34 mil pessoas e infectado quase 619 mil.

Eles também citaram a "guerra entre os Poderes" como um problema. Nas últimas semanas, Bolsonaro fez diversas críticas ao STF, especialmente por conta dos inquéritos que investigam se ele cometeu interferência política na Polícia Federal e que apuram eventuais ofensas contra os magistrados da Corte por parte de apoiadores do presidente e de parlamentares favoráveis ao governo.

Além disso, uma série de manifestações bolsonaristas que acontecem em Brasília desde abril ficaram marcadas pelos pedidos de fechamento do STF e do Congresso. Bolsonaro participou de alguns dos atos.


“Deus, pátria, família. Eu acredito em milagre, tive o primeiro em setembro de 2018, e depois em outubro, que foi quase um milagre uma eleição de quem quase nada tinha levando-se em conta a forma tradicional que se fazia política. Nós tínhamos mais do que o povo ao nosso lado, tínhamos aquele que nos colocou na Terra. E mais do que nunca agora, a fé de todos nós conduzirá o Brasil a um porto seguro”, finalizou o presidente.



Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade