Politica

Críticas de Olavo a Bolsonaro se devem a multas de processo na Justiça

Em um dos processos, datado de 2017, Olavo foi condenado a pagar R$ 2,8 milhões a Caetano Veloso

Ingrid Soares
postado em 07/06/2020 18:52
Em um dos processos, datado de 2017, Olavo foi condenado a pagar R$ 2,8 milhões a Caetano Veloso

Parte da insatisfação do guru Olavo de Carvalho demonstrada em vídeo na madrugada deste domingo (07/06) contra o presidente Jair Bolsonaro se deve a um ;pedido de socorro;. Isso porque o próprio Carvalho admitiu que está sendo cobrado a pagar ;multas; na Justiça por conta de acusações e declarações sem provas dirigidas a outras pessoas. "Essas multas que esses caras estão cobrando de mim, vão me arruinar totalmente. Como é que eu vou poder sobreviver aqui nos Estados Unidos sem nenhum tostão furado?", questionou.
Em um dos processos, datado de 2017, Olavo foi condenado a pagar R$ 2,8 milhões a Caetano Veloso. O valor se baseia nos dias em que Olavo descumpriu a decisão judicial de não ter removido de suas redes sociais mensagens que relacionam o cantor à pedofilia.
Mesmo o empresário Luciano Hang, que também foi atacado por ele mais cedo, se prontificou a encontrar ajuda. Segundo o jornal Estado de S. Paulo, o dono das lojas Havan, procurou por meio do Whatsapp um grupo de empresários para que os mesmos contribuíssem com dinheiro.
;Temos que ajudá-lo financeiramente. Está chateado, precisa de mais ajuda para continuar lutando pelo Brasil", escreveu Luciano Hang, em mensagem enviada aos empresários, segundo o jornal. No entanto, a ideia não foi bem aceita no meio e o guru sofreu críticas.
Nesta madrugada, o guru postou um vídeo sinalizando rompimento com o governo. Ele reclamou dizendo que é vítima de propagação de fake news e que o presidente Bolsonaro, até então seu aliado, não moveu um dedo para defendê-lo dos ataques que tem sofrido. Olavo afirmou ainda que o chefe do Executivo se ;aproveitou dele; e que caso Bolsonaro continue covarde, ele mesmo derrubará "essa merda do governo".
"Milícia, gabinete do ódio, existe há muito tempo, foi inventado contra mim. Não contra o Bolsonaro. E o que ele fez pra me defender? Bosta nenhuma. Chega lá e me dá uma condecoraçãozinha. Enfia a condecoração no seu c*. Se você não é capaz de me defender contra essa gente toda eu não quero a sua amizade. Porque eu fui seu amigo, mas você nunca foi meu amigo. Você foi tão meu amigo quanto a Peppa. Você só tira proveito e devolve o que?", questionou.
Outra coisa, você não está agindo contra os bandidos, você vê o crime, eles cometem os crimes, você presencia em flagrante e não faz nada contra eles. Isso chama-se prevaricação. Quer levar um processo de prevaricação da minha parte? Esse pessoal não consegue derrubar o seu governo? Eu derrubo. Continue inativo, continue covarde, eu derrubo essa merda desse seu governo;, completa.
Por fim, Olavo ainda chamou o empresário Luciano Hang de ;palhaço; e o comparou ao Zé Carioca, um personagem quadrinhos. ;Esse seu Havan vem aqui dizer: ;ah, vou ajudar;. Vai ajudar o caralho, você vai comprar aviãozinho e se vestir de Zé Carioca, você é um palhaço. Isso que você é, eles têm toda razão. É por causa de empresário como você que o Brasil tá nessa merda. Gente que não tem cultura e não gosta de quem tem. Bando de invejosos filhos da p***;, concluiu.
Ainda estou do lado de Bolsonaro
Mais tarde, com a cabeça um pouco mais arejada, Olavo escreveu nas redes sociais que ainda está do lado de Bolsonaro, mas que o presidente deve aprender a ouvir palavras duras.
"Ainda estou do lado do Bolsonaro. Lutarei por ele com todas as minhas armas. Mas ele que não espere mais de mim palavras doces que só podem ajudá-lo a errar", escreveu.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação