Politica

Tebet: inquérito das fake news pode comprometer situação de Bolsonaro

A senadora ainda elogiou a atuação do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), na condução das relações com a Presidência da República

Agência Estado
postado em 10/06/2020 09:30
Simone TebetA presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS), afirmou que espera que o Supremo Tribunal Federal (STF) valide a continuidade do chamado inquérito das fake news, que vai ao plenário do tribunal na tarde desta quarta-feira, 10.

Em entrevista à GloboNews, a parlamentar disse que, apesar de ser difícil uma cassação da chapa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as provas que podem ser levantadas por esse inquérito podem comprometer a situação política de Bolsonaro.

"Se houver provas robustas de fake news contaminando o processo eleitoral e tendo por trás ainda que não diretamente o presidente da República, mas alguém de seu entorno, aí, sim, isso pode ou poderia vir a comprometer a situação política do presidente, trazendo até para aqueles pedidos de impeachment do presidente", afirmou.

[SAIBAMAIS]A senadora ainda elogiou a atuação do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), na condução das relações com a Presidência da República. A parlamentar disse que o democrata atua como "bombeiro" para evitar uma ruptura institucional quando Bolsonaro "avança o sinal amarelo."

"Temos quase 40 Medidas Provisórias para votar na ordem de R$ 220 bilhões. Contaminar a política com embates não relacionados à pandemia seria entrar numa ruptura que, neste momento, não interessa ao País", disse Simone Tebet. "Nesse momento, eu elogio, mas nós cobraremos que não seja assim no pós-pandemia", finalizou.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação