Politica

Moro elogia prisão de Sara e lideranças do grupo radical 300 do Brasil

Moro fez a postagem na manhã desta segunda-feira (15/6) e embora não tenha citado o nome de Sara, foi direto ao ponto ao se referir a ela e outros apoiadores do presidente

Luiz Calcagno
postado em 15/06/2020 16:18
Moro fez a postagem na manhã desta segunda-feira (15/6) e embora não tenha citado o nome de Sara, foi direto ao ponto ao se referir a ela e outros apoiadores do presidenteEx-ministro de Justiça e Segurança Pública e ex-aliado de Jair Bolsonaro, Sérgio Moro elogiou, em seu perfil oficial do Twitter, a prisão da militante radical Sara Fernanda Giromini e outras lideranças do grupo autoentitulado Os 300 do Brasil. Moro afirmou que a ação foi correta, e que o direito à liberdade de expressão serve para proteger opiniões, mesmo as mais ;veementes;, mas não se estende a ;ameaças e crimes;.

Moro fez a postagem na manhã desta segunda-feira (15/6) e embora não tenha citado o nome de Sara, foi direto ao ponto ao se referir a ela e outros apoiadores do presidente. ;A prisão de radicais que, a pretexto de criticar o STF, ameaçam explicitamente a instituição e seus ministros, é correta. A liberdade de expressão protege opiniões, mas não ameaças e crimes. O debate público pode ser veemente, mas não criminoso;, postou.

[SAIBAMAIS]Sara Fernanda, mais conhecida como Sara Winter, foi presa na manhã desta segunda. Abordada por Policiais Federais, ela cumpre presa preventivamente. Com outros cinco lideranças do grupo "300 do Brasil". A mulher é alvo de dois inquéritos, um que investiga as manifestações antidemocráticas, com a Procuradoria-Geral da República (PGR), e outro ligado ao combate às fake news, do Supremo Tribunal Federal (STF).

O perfil social de Sara no Twitter informou a prisão da bolsonarista, que tem um prso de cinco dias, como a dos demais integrantes do grupo. A ação da Polícia Federal ocorre após o grupo tentar invadir o Senado e disparar fogos de artifício contra o STF.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação