Politica

Prisão de Queiroz repercute na imprensa internacional

Fabrício Queiroz foi preso nesta quinta-feira (18/6), em Atibaia (SP)

Fernanda Strickland*
postado em 18/06/2020 20:51
Fabrício Queiroz foi preso nesta quinta-feira (18/6), em Atibaia (SP)Todos os principais veículos do mundo noticiam a prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, em Atibaia (SP) nesta quinta-feira (18), realizada no imóvel de Frederick Wassef, advogado dos Bolsonaro. Ele é apontado pelo Ministério Público como operador do esquema de "rachadinha" que supostamente ocorria no gabinete de Flávio.

"Outro golpe indireto para um líder já em apuros" foi como o jornal americano The New York Times chamou a prisão de Queiroz referindo-se ao presidente. O texto também fala que a imagem de Jair Bolsonaro foi contaminada pela situação. "As investigações ameaçam minar sua promessa de campanha de reprimir a corrupção", afirma.

O jornal britânico The Guardian seguiu o mesmo pensamento. Destacou "Polícia brasileira prende aliado de Bolsonaro em inquérito sobre corrupção". Focou também na investigação de Flávio por corrupção, se referindo a uma mancha na campanha eleitoral de Jair Bolsonaro em 2018, já que o então presidente se baseou em anticorrupção, ;foi eleito em 2018 retratando-se como um intruso político no estilo Trump que luta para livrar o Brasil da corrupção;.

E na mesma linha, o jornal francês Le Figaro ;a luta contra a corrupção, um dos principais temas de sua campanha eleitoral em 2018; Esta é uma investigação potencialmente embaraçosa para Jair Bolsonaro;,termina.

[SAIBAMAIS]A publicação do jornal espanhol El País dizia ;O escândalo de Flávio Bolsonaro eclodiu depois que seu pai venceu a eleição com uma campanha na qual ele sinalizou a luta contra a corrupção e antes mesmo dele assumir o cargo;, seguindo a mesma linha dos outros jornais.

Flavio no Twitter disse que encara com tranquilidade todos os acontecimentos, e completa com ;A verdade prevalecerá!”. Disse ainda que a situação é para atacar Bolsonaro ;Em 16 anos como deputado no Rio nunca houve uma vírgula contra mim.Bastou o Presidente Bolsonaro se eleger para mudar tudo! O jogo é bruto!”, termina.

*Estagiária sob supervisão de Vicente Nunes

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação