Politica

Weintraub ganhará 400% de aumento de salário ao assumir Banco Mundial

Ex-ministro da Educação passará a receber mensalmente R$ 115 mil, livre de impostos, e precisará morar em Washington

Roger Dias/Estado de Minas
postado em 18/06/2020 23:14
Saída de Weintraub da Educação foi saída encontrada pelo governo para solucionar os problemas criados por ele na pastaAo deixar o Ministério da Educação para assumir a direção do Banco Mundial, Abraham Weintraub terá um aumento de salário de quase 400% por mês. Se antes recebia o valor de R$ 30.934, pago a um ministro, o professor universitário passará a arrecadar mensalmente US$ 21.547 (quase R$ 116 mil) para atual na instituição financeira.

Os vencimentos anuais do ex-ministro chegarão a US$ 258.570, cerca de R$ 1,3 milhão. Seu salário será livre de impostos ; por ser funcionário internacional, ele não é cobrado pela Receita Americana ;, situação diferente de quando chefiava a pasta da Educação.

Diplomatas e integrantes de órgãos multilaterais apontam que a a nomeação de Weintraub para o Banco Mundial é um grande risco. Ele assumirá o cargo de diretor-executivo do Grupo de Acionistas que o Brasil representa no Banco Mundial, que contém Colômbia, Filipinas, Equador, República Dominicana, Haiti, Panamá, Suriname e Trinidad e Tobago.

Desta forma, sua função dependerá de boas relações com os representantes do grupo para que o Brasil possa obter novos investimentos.

Weintraub deixou o Ministério da Educaçãodepois de uma série de polêmicas envolvendo o MEC e de declarações dadas em redes sociais. No domingo, ele havia participado de ato de apoio ao governo em Brasília, mas não usou máscaras e foi multado em R$ 2 mil pelo governo do Distrito Federal.

Além disso, é alvo do Supremo Tribunal Federal (STF) no inquérito das fake news por ter falado em prisão de ministros da Corte e os xingado de ;vagabundos;. Weintraub também é investigado por suposta prática de racismo ao ironizar a China.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação