Politica

Entre elogios e críticas

postado em 26/06/2020 04:03
Abraham Weintraub elogiou a nomeação do novo titular da pasta
O diretor de estratégia política do Todos pela Educação, João Marcelo Borges, afirmou que a nomeação de Carlos Alberto Decotelli para o comando do ministério é uma sinalização de ;pacificação; do MEC. ;Ele é uma pessoa bastante séria. Tem experiência na máquina federal, o que é importante;, avaliou. ;Teve boas relações no tempo em que ficou no FNDE, mantém diálogo, é extremamente culto e educado e tem o aval da ala militar.;

Para Mozart Neves Ramos, educador do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (USP), a nomeação de Decotelli foi surpresa positiva. ;Estamos na educação precisando, como nunca, de uma pessoa conciliadora e que saiba conduzir o processo educacional com diálogo;, frisou. Na avaliação dele, porém, o grande desafio de Decotelli será se impor em meio ao espírito de embate estabelecido no MEC na última gestão.

Também deverá constar na lista de principais preocupações do novo ministro a pacificação do diálogo nacional sobre a educação, o restabelecimento do canal de comunicação com o Congresso e com estados e municípios, o planejamento para a volta das aulas presenciais em meio à pandemia da covid-19.

O deputado federal Israel Batista (PV-DF) destacou o fato de Decotelli não ser um nome ligado à educação de base, mas aposta na abertura do diálogo do novo ministro. ;Ele está mais ligado a cursos de pós-graduação e não é tido como um especialista em educação, mas é um nome técnico. Se ele ouvir a equipe de servidores efetivos do ministério, pode ser que tenha sucesso;, disse.

O Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) afirmou que ;enquanto presidente do FNDE, Carlos Alberto Decotelli manteve um bom canal de diálogo com os secretários; e que ;acredita na possibilidade de ampliação do diálogo e na contínua interação com o Ministério da Educação, para que políticas educacionais, como a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e o novo ensino médio, possam avançar.;

A Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) disse que ;Decotelli é reconhecido por seu perfil acadêmico sólido, competência, fácil diálogo e ampla experiência;.

Abraham Weintraub também elogiou a nomeação. ;Tive o prazer de trabalhar com o Decotelli. Desejo muita sorte e sucesso ao ministro e ao presidente Jair Bolsonaro;, escreveu no Twitter.

Mas, o nome de Decotelli também enfrenta resistência. O presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Iago Montalvão, afirmou que Bolsonaro entregou o MEC ao ;mercado financeiro;. ;O novo ministro da Educação não tem praticamente nenhuma experiência ou proximidade com a educação.;

A presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), Rozana Barrozo, concordou. ;Nós questionamos quais são as prioridades do governo Bolsonaro para a educação, visto que, mais uma vez, o ministro é alguém ligado à economia;, disse. (MN e IS)


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação