Politica

Ao menos 40 pessoas tiveram contato recente com Bolsonaro; veja quem são

Presidente se reuniu com ao menos 40 pessoas desde a última quarta-feira (1º/7). Segundo a OMS, um paciente diagnosticado com covid-19 pode transmitir a doença cerca de seis dias antes de apresentar os primeiros sintomas

Augusto Fernandes
postado em 07/07/2020 16:55
 (foto:  AFP / TV BRASI)
(foto: AFP / TV BRASI)
Presidente se reuniu com ao menos 40 pessoas desde a última quarta-feira (1º/7). Segundo a OMS, um paciente diagnosticado com covid-19 pode transmitir a doença cerca de seis dias antes de apresentar os primeiros sintomasCom a confirmação nesta terça-feira (7/7) de que o presidente Jair Bolsonaro foi infectado pelo novo coronavírus, autoridades que se encontraram com o mandatário durante a última semana estão em alerta para a possibilidade de também terem sido expostas ao vírus causador da covid-19. De acordo com a agenda presidencial disponibilizada pelo Palácio do Planalto, ao menos 40 pessoas tiveram contato com o mandatário desde a última quarta-feira (1;/7).

O presidente encontrou ministros, empresários, parlamentares, dentre outras autoridades. Algumas pessoas já fizeram a testagem que indica a infecção pelo novo coronavírus, como os ministros da Casa Civil, Walter Braga Netto, da Casa Civil; do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; e da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. Os três testaram negativo. O embaixador dos Estados Unidos, Todd Chapman, também fez o exame e está livre da covid-19.

Além dos nomes que aparecem na agenda oficial, o presidente teve contato com a primeira-dama Michelle Bolsonaro - que será submetida a um teste -, e com o corpo de funcionários da Presidência da República.

[SAIBAMAIS]Apesar de ter sido diagnosticado com a doença apenas nesta terça, Bolsonaro pode ter sido infectado muito antes disso. Ao anunciar que testou positivo para a covid-19 no início desta tarde, ele revelou que sentiu "certa indisposição" no domingo (5/7) e que o seu quadro agravou na segunda-feira (6/7). O presidente afirmou que teve mal-estar, cansaço, dores musculares e febre, que chegou a 38;C.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o período de incubação, tempo entre a exposição à covid-19 e o momento em que os sintomas começam, é de cinco a seis dias, geralmente. Nesse intervalo, um paciente contaminado com o novo coronavírus pode ser o vetor da doença e transmitir para mais pessoas.

Veja a lista dos compromissos oficiais de Bolsonaro nos últimos seis dias

Quarta-feira (1;/7)

- Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente
- Luiz Eduardo Ramos, ministro da Secretaria de Governo
- Marcelo Reis Magalhães, secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania
- José Antônio Pereira Júnior, presidente da Rio Motorsports
- Deputado federal Major Vitor Hugo (PSL-GO), líder do governo na Câmara
- Deputado federal Osmar Terra (MDB-RS)
- Jorge Antonio de Oliveira, ministro da Secretaria-Geral
- José Levi Mello do Amaral Júnior, advogado-geral da União

Quinta-feira (2/7)

- Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores
- Deputado federal Fábio Ramalho (MDB-MG)
- André Luiz de Almeida, ministro da Justiça e Segurança Pública
- Jorge Antonio de Oliveira, ministro da Secretaria-Geral
- José Levi Mello do Amaral Júnior, advogado-geral da União
- Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional
- Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal
- Gilson Machado, presidente da Embratur

Sexta-feira (3/7)

- Walter Braga Netto, ministro da Casa Civil
- Antonio Paulo Vogel, ministro da Educação substituto
- Jorge Antonio de Oliveira, ministro da Secretaria-Geral
- Luiz Eduardo Ramos, ministro da Secretaria de Governo
- Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional
- Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp)
- Paulo Guedes, ministro da Economia;
- Marcelo Sampaio, secretário executivo do Ministério da Infraestrutura
- Rubens Ometto, presidente do Conselho de Administração da Cosan
- Rubens Menin, fundador da MRV Engenharia
- Luiz Carlos Trabucco, presidente do Conselho de Administração do Bradesco
- Candido Pinheiro, presidente do Grupo Hapvida
- Fernando Queiroz, presidente da Minerva Foods
- Carlos Alberto Oliveira, fundador da Caoa
- Eugênio Mattar, presidente da Localiza
- Francisco Gomes, presidente da Embraer
- Lorival Nogueira, CEO da BRF

Sábado (4/7)

- Rogério Marinho, ministro do Desenvolvimento Regional
- Daniela Cristina Reinehr, vice-governadora de Santa Catarina
- Senador Esperidião Amin (PP-SC)
- Senador Jorginho Mello (PL-SC)
- Senador Dário Berger (MDB-SC)
- Luiz Eduardo Ramos, ministro da Secretaria de Governo
- Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores
- Walter Braga Netto, ministro da Casa Civil
- Fernando Azevedo, ministro da Defesa
- Deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)
- Todd Chappman, embaixador dos Estados Unidos no Brasil

Domingo (5/7)
Sem compromissos oficiais

Segunda-feira (6/7)
- Marcos Heleno Guerson de Oliveira Junior, presidente do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro)
- Paulo Guedes, ministro da Economia
- Roberto Mira, vice-presidente para assuntos de segurança da NTC
- Walter Braga Netto, ministro da Casa Civil
- Jorge Antonio de Oliveira, ministro da Secretaria-Geral
- Luiz Eduardo Ramos, ministro da Secretaria de Governo
- Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional
- José Levi Mello do Amaral Júnior, advogado-geral da União
- Mario Frias, secretário especial de Cultura do Ministério do Turismo

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação