Politica

Desta vez, presidente informa nome verdadeiro para fazer teste da covid-19

O presidente chegou a dizer que recorria a codinomes em exames havia "dez anos"

Agência Estado
postado em 08/07/2020 08:11
 (foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil )
(foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil )
Jair BolsonaroApós usar codinomes nos três exames anteriores que fez para detectar a covid-19, em abril, o presidente Jair Bolsonaro apresentou, desta vez, seu nome verdadeiro ao laboratório. O presidente chegou a dizer que recorria a codinomes em exames havia "dez anos". "Sempre falei com o médico: ;Bote o nome de fantasia porque pode ir pra lá. Jair Bolsonaro;. Já era manjado, principalmente em 2010, quando comecei a aparecer muito. Alguém pode fazer alguma coisa esquisita", afirmou, em 28 de abril. O Palácio do Planalto não informou porque o mandatário mudou de estratégia agora.

Em 12 de maio, após o Estadão pedir na Justiça acesso aos exames do presidente, a Advocacia-Geral da União (AGU) entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF) três exames com resultado negativo. O jornal argumentava ser de interesse público a saúde do presidente. Apesar de decisões favoráveis ao Estadão em instâncias inferiores, a Presidência entregou o resultado dos testes apenas quando o caso chegou ao Supremo.

O primeiro exame, com o codinome "Airton Guedes", foi feito em 12 de março no laboratório Sabin do Hospital das Forças Armadas, logo após Bolsonaro voltar de viagem oficial aos EUA.

[SAIBAMAIS]Pelo menos 23 pessoas da comitiva brasileira que acompanhou o chefe do Executivo foram infectadas pelo coronavírus.

O segundo teste, com o codinome "Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz", ocorreu em 17 de março. Apesar dos nomes diferentes, CPF e data de nascimento eram de Bolsonaro. O terceiro teste, no laboratório Fiocruz em 19 de março, foi identificado como de "Paciente 05", sem dados que o vinculasse ao presidente.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação