Politica

Queiroz deixa prisão com tornozeleira eletrônica e cumprirá prisão em casa

Decisão do presidente do STJ beneficiou Queiroz e a mulher dele. Ela ainda não se apresentou a polícia

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 10/07/2020 21:56

Decisão do presidente do STJ beneficiou Queiroz e a mulher dele. Ela ainda não se apresentou a políciaO ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos/RJ) Fabrício Queiroz deixou o Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde estava preso, na noite desta sexta-feira (10/7). Queiroz ficará em prisão domiciliar. Ele cumpre prisão preventiva.

O ex-assessor foi beneficiados por uma decisão do uma decisão do ministro João Otávio Noronha, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), na quinta-feira (9/7). O ministro concedeu prisão domiciliar a Fabrício Queiroz e à mulher dele, Márcia de Aguiar, que está foragida, sobre a alegação de que Queroz faz tratamento de câncer e devido à pandemia do coronavírus.

[SAIBAMAIS]Queiroz deixou a prisão com uma tornozeleira eletrônica. Ele estava preso desde 18 de junho por suspeita de envolvimento em um esquema de "rachadinhas" no gabinete do filho do filho mais velho do presidente da República, Flávio Bolsonaro, quando ele era deputado estadual no Rio de Janeiro.

Fabrício Queiroz foi preso na casa de Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro, em Atibaia, no interior de São Paulo, na "Operação Anjo", da Policia Federal.

De acordo com a decisão do ministro, as autoridades policiais terão permissão para acessar a residência de Queiroz sempre que necessário e ele não poderá ter contato com outras pessoas e acesso a internet.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação