Politica

Luta por repasses permanentes

postado em 22/07/2020 04:14

Horas antes da aprovação, em primeiro turno, da PEC que trata do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), o deputado Idilvan Alencar (PDT-CE) afirmou que não abrirá mão do texto tornando o fundo permanente. Em entrevista ao programa CB.Poder, parceria do Correio com a TV Brasília, o parlamentar enfatizou que o direito à educação está previsto na Constituição Federal e isso significa que o Fundeb deve ser permanente. Alencar destacou que, sem o Fundeb, a educação pública não teria condições de funcionar. ;Não abrimos mão do Fundeb ser permanente. Isso está previsto na Constituição de 1988, então, como pode ter prazo para acabar? Outro ponto é o percentual de vinculação com professor, ele deve ser valorizado. A vinculação é de 60%, estamos passando para 70%. Dizem que o professor vai ganhar muito, mas não é verdade, pois estamos aumentando a base;, defendeu. O parlamentar também explicou que o fato de o governo ter entrado com uma proposta, de última hora, foi ;um desrespeito;.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação