Politica

Bolsonaro: Após saída de Moro, operações na PF ocorreram como "mágica"

Bolsonaro apontou ainda que a corporação "goza de total liberdade"

Ingrid Soares
postado em 02/08/2020 12:54

O chefe do Executivo aponta ainda que o maior programa de combate na área foi realizado por ele próprio,

O presidente Jair Bolsonaro utilizou as redes sociais neste domingo (02/08) para criticar o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro. Segundo o chefe do Executivo, após a saída do mesmo da pasta, as operações realizadas pela Polícia Federal foram executadas "como por um passe de mágica". Bolsonaro apontou ainda que a corporação "goza de total liberdade". O post vem acompanhado da seguinte legenda: "Combate à corrupção/ A verdade". O chefe do Executivo aponta ainda que o maior programa de combate na área foi realizado por ele próprio, "ao não lotear cargos estratégicos".

"O maior programa combate à corrupção foi executado por mim ao não lotear cargos estratégicos, como por exemplo as presidências das estatais. A @policiafederal goza de total liberdade em sua missão. No corrente ano a PF contará com mais 600 profissionais, bem como o novo @AmendoncaMJSP anunciou novo concurso para mais 2.000 vagas. Com a troca do Ministro da Justiça, como por um passe de mágica, várias e diversificadas operações foram executadas. A PRF, por sua vez, quase triplicou a apreensão de drogas com o novo ministro. Qualquer operação, de combate à corrupção ou não, deve ser conduzida nos limites da lei, e assim tem sido feito em meu Governo. Quanto as operações conduzidas por outro Poder quem responde pelas mesmas não sou eu", escreveu.

Por fim, Bolsonaro disse também que o governo está há 18 meses sem denúncia de corrupção. "Com orgulho digo: estamos há 18 meses sem qualquer denúncia de corrupção. Isso tem incomodado parte da imprensa e os derrotados de 2018", concluiu.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação