Politica

Saiba mais

postado em 05/08/2020 04:03
Ataques

Em live do Prerrogativas ; grupo de advogados críticos à Lava-Jato ;, na semana passada, Augusto Aras afirmou que pediu acesso a dados da operação por uma questão de ;transparência;. ;Todo o Ministério Público Federal, no seu sistema único, tem 40 terabytes. Curitiba tem 350 terabytes, e 38 mil pessoas lá com seus dados depositados. Ninguém sabe como foram escolhidos, quais os critérios;, criticou. Ele ressaltou, ainda, que ;não se pode imaginar que uma unidade institucional se faça com caixas de segredos; e destacou a necessidade do fim do ;punitivismo; do Ministério Público.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação