Publicidade

Estado de Minas FASHION RIO

Brasilienses na passarela

Segunda maior semana de moda do país começa com desfile de estilistas brasilienses


postado em 30/05/2011 14:09 / atualizado em 30/05/2011 17:30

Rio de Janeiro -- A temporada de moda brasileira começou neste domingo, 29 de maio, no Rio de Janeiro. O Fashion Rio, a segunda maior semana de moda do país, abre as portas para receber as coleções que estarão nas vitrines no verão de 2012. Até sábado desfilam pelas passarelas do evento os principais modelos, estilistas e tendências da próxima temporada. Serão ao todo 29 desfiles exclusivos. Voltam a desfilar nessa temporada Blue Man, Lenny, Salinas e Trya. Entraram no line-up 2nd Floor, Herchcovitch -- marca de jeans de Alexandre Herchcovitch -- e Ágatha.

Desfile de Akihito Hira(foto: Agência Fotosite)
Desfile de Akihito Hira (foto: Agência Fotosite)
O tema dessa edição é Universo Tropical. Está exposto nas paredes do Cais do Porto o quadro da Marquesa de Santos, a amante de D. Pedro I. É a primeira vez que a obra sai do Museu Histórico Nacional. A ideia da exposição é apresentar ao mundo da moda à Marquesa de Santos, pois a casa dela vai abrigar futuramente um museu de moda no Rio de Janeiro.

Além da homenagem à Marquesa, foram distribuídas no corredor do evento fotos das principais musas do tropicalismo, estão entre elas Vera Fisher e Deborah Bloch. Para finalizar, a organização do Fashion Rio montou uma exposição sobre o design brasileiro. Entre as principais obras estão desenhos e fotos de prédios do arquiteto Oscar Niemeyer. A ideia é celebrar a curva das musas e da arquitetura da cidade do Rio de Janeiro.

Há cinco edições, quando a semana de moda passou para as mãos de Paulo Borges, o Fashion Rio tem tentado revitalizar a imagem do Rio de Janeiro dentro e fora do Brasil. O evento foi o primeiro de grande porte a se instalar na zona portuária da cidade, bairro que está previsto ser revitalizado para as Olimpíadas de 2016. “A indústria da moda tem sido pioneira em restaurar áreas desvalorizadas. Isso é importante para solidificar a imagem desse setor como pólo econômico, cultural e social do país”, falou ao Correio Paulo Borges.

Essa nova imagem do Fashion Rio, aos poucos, tem dado projeção internacional à indústria da moda brasileira. A edição de verão do evento tem recebido atenção dos principais veículos especializados do mundo. Principalmente, por conta dos desfiles de biquínis -- que só entram na passarela essa temporada. Estão programados quatro desfiles de moda praia durante essa edição. “Sabemos que no Fashion Rio de verão, o mundo está de olho no que apresentamos nas passarelas”, explicou Paulo Borges.

Desfile de Sann Marcuccy(foto: Agência Fotosite)
Desfile de Sann Marcuccy (foto: Agência Fotosite)
Nos próximos dias, vai passar na passarela o modelo tatuado Rico para a marca Auslander. Ele ganhou projeção internacional quando apareceu no clip da cantora pop Lady Gaga. Para a mesma marca irá desfilar Andrej Pejic, modelo conhecido pela sua androgenia -- ele faz fotos vestido de homem ou mulher. Outro nome polêmico esperado é a da transsexual Lea T., a brasileira é uma das mais requisitadas modelos do mundo e é filha do jogador de futebol Toninho Cerezo. Acredita-se que ela vai desfilar -- de biquíni -- para a marca de moda praia Blue Men. A top internacional Aline Weber, um dos principais nomes da moda brasileira atualmente, está confirmada no desfile da Salinas e da Ellus. Outro nome importante é da socialite americana Olivia Palermo, nome influente na moda internacional. Ela vai ser a estrela do desfile da Coca Cola Clothing.

Abertura
Domingo à noite, teve a festa de inauguração, com shows da Orquestra Imperial, Jorge Mautner e Cibelle. Mas o principal evento foi o desfiles dos novos talentos da moda nacional no Rio Moda Hype -- o evento oficial de lançamento de talentos dentro do Fashion Rio. A ideia do prêmio é que 10 jovens estilistas mostraram as suas coleções no mesmo espaço que estilistas consagrados como Walter Rodrigues e Lenny Niemeyer. Entre nomes de Minas Gerais, Bahia e Rio de Janeiro, se destacaram dois brasilienses: Akihito Hira e Sann Marcuccy.

Quem abriu o desfile foi Akihito. O estilista brasiliense apresentou uma coleção inspirada na roupa dos botânicos. Desconstruiu peças. Fez camisas com golas de blazer, blazeres com cara de colete e shorts com pedaços de camisas. Misturando alfaiataria com tecidos tropicais, como o linho. O resultado foi delicado e muito bem executado. Na plateia ouviram-se suspiros e elogios ao trabalho do brasiliense.

Coube ao estilista de Brasília Sann Marcuccy fechar o primeiro bloco de desfiles. Ele apresentou uma coleção amadurecida. A inspiração foi o preto. Sann brincou com proporções. Montou peças justas, com barras volumosas. Colocou transparência no tule e com recortes feito a laser nos tecidos. A coleção foi feminina e sexy. “O tempo foi curto para finalizar os dez looks, mas acho que ela ficou bem amarrada”, Sann contou ao Correio.

Essa é a terceira vez que Sann Marcuccy desfila no Prêmio Rio Moda Hype e a terceira vez consecutiva do Akihito Hira. Os dois foram descobertos pelo projeto Novos Talentos da semana de moda brasiliense Capital Fashion Week. Eles fazem parte da nova geração de estilistas da capital que tem ganhado espaço no mercado nacional. “A participação nesse evento só vai abrir mais portas para a gente comercializar nossas peças”, analisa Sann.

Marcia Lima, organizadora do Capital Fashion Week, estava na plateia e se juntou ao coro com Sann. “Esse tipo de exposição só faz com que o nome deles sejam mais conhecidos no mercado nacional. O nosso objetivo agora é começar a exportar essas peças para diversos países. Esse é o nosso foco para o próximo semestre”, adiantou Márcia.

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade