Publicidade

Estado de Minas ENCONTRO COM O CHEF

Doce design

Para realçar o sabor de uma deliciosa sobremesa, nada melhor do que uma bela apresentação estética


postado em 01/07/2011 12:06 / atualizado em 01/07/2011 20:58

A chef Sonia leva a experiência do design aos doces(foto: Carlos Vieira Esp./CB/D.A.Press)
A chef Sonia leva a experiência do design aos doces (foto: Carlos Vieira Esp./CB/D.A.Press)
No universo evolutivo da confeitaria, o atrelamento do design à prática da montagem de doces já é modus operandi de qualquer confeiteira moderna. A nova lógica é natural. Com a crescente competitividade dessa fatia do mercado gastronômico, destacar o doce não só pelo sabor, mas também pelo visual inovador ou impecável, pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso do negócio. Qualquer guloso, ou mesmo um bom de garfo mais comedido, sabe. Especialmente porque, na maioria das vezes, os doces não têm aromas tão fortes. Então é na aparência que eles arrebatam corações, estômagos, papilas gustativas e afins.

E é justamente na confeitaria que as maiores possibilidades para intervenções estéticas ganham contornos artísticos. É mais fácil dar formas aos doces do que a maioria dos pratos salgados. Os quitutes exibem camadas multicoloridas, formas surrealistas e composições inovadoras. “A confeitaria pede essa estrutura que permita uma comunicação visual. Porque, assim como qualquer outro prato, uma boa apresentação é extremamente importante. Abre o apetite, conquista o consumidor”, resume a chef patissier Sonia Aiko Takata, do restaurante Gero.

Coincidência ou não, a chef em questão também é formada em design industrial. “Percebi que essas são áreas integradas. Porque na confeitaria você precisa ter uma noção profunda da estética, e também de gastronomia”, explica. Por exemplo, não adianta fazer uma forma mirabolante em um doce sem saber como ele se comportará se resfriado ou exposto a altas temperaturas.

A necessidade por conhecimento vai além. Segundo a patissier, é preciso cautela na hora de escolher os ingredientes que embelezarão o doce. “Lembro-me de uma professora que dizia que doce muito bonito nunca era bom. Às vezes, essa regra se encaixa, mas é possível unir estética e sabor”, acredita. Como o Gero segue a linha tradicional, a inventividade dá lugar à perfeição. As sobremesas ganham retoques impecáveis, seja nas criações de Sônia ou nos clássicos da casa. Se passar por lá experimente, além das receitas aqui ensinadas, o petit gateau de chocolate branco com toques de limão e o impecável creme brulee. Lindos e deliciosos.

Torta Três musses

(foto: Carlos Vieira Esp./CB/D.A.Press)
(foto: Carlos Vieira Esp./CB/D.A.Press)

Ingredientes
200g de chocolate ao leite
200g de chocolate branco
200g de chocolate amargo

Para cada 200g de chocolate
100g de creme de leite
20g de manteiga
200g de chantily
4g de gelatina folhas (hidratada e derretida)

Como fazer
Aquecer o creme de leite.
Adicionar o chocolate e mexer até derreter.
Colocar a gelatina.
Bater o chantily e misturar delicadamente cada camada dentro dos aros.

Tempo de preparo: 45 minutos
Rendimento: a depender do tamanho dos aros

Souflê de chocolate

(foto: Carlos Vieira Esp./CB/D.A.Press)
(foto: Carlos Vieira Esp./CB/D.A.Press)

Ingredientes
550g de chocolate (sugestão de Beicolate)
180g de manteiga
30g de açúcar
340g de claras
170g de gema

Como fazer
Derreter em banho-maria o chocolate e a manteiga.
Adicionar a gema, batendo com o fouê.
Bater as claras com o açúcar.
Misturar delicadamente.
Assar em forno pré-aquecido (200ºC) por mais ou menos 7 minutos (até crescer).
Servir com sorvete de baunilha e folhas de hortelã.

Tempo de preparo: 45 minutos
Rendimento: a depender do tamanho dos aros

Serviço

Gero
Shopping Iguatemi
SHIN CA 4 – Lote A – Lago Norte
3577-5520

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade