Publicidade

Estado de Minas PHOTO&GRAFIA

A feira dos galegos


postado em 14/07/2011 18:35 / atualizado em 15/07/2011 17:53

Por Zuleika de Souza (texto e fotos)

(foto: zuleika de Souza/CB/D.A Press)
(foto: zuleika de Souza/CB/D.A Press)


— Galega, você mudou de lugar? Sua banca não era na ponta da feira?
— Não, sempre fui aqui!
— Um freguês fala baixinho: “Aquela é a irmã dela, a outra Galega!”
Caminhando pelo corredor das roupas, aparece outra banca, a Galega Tem de Tudo. Em frente, a barraca Galego das Melancias.
— Essas bancas são da Galega da Buchada de Bode?, pergunto.
— Não!, responde o Galego, debulhando o feijão de corda.
Na outra ponta, finalmente aparece a Galega mais famosa da Feira Permanente de Ceilândia.
— Galega, você é dona da feira inteira?
— Não! Eu só tenho essa banca. Minha família também tem um açougue, a minha irmã tem uma banca de queijo e doce, e minha filha também.
Ah, bem!

(foto: zuleika de Souza/CB/D.A Press)
(foto: zuleika de Souza/CB/D.A Press)

  • Tags
  • #
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade