Publicidade

Estado de Minas BELEZA

Antídotos contra a seca

Abuse dos cremes e da água para manter pele e corpo hidratados nestes dias de baixa umidade


postado em 15/09/2011 14:12 / atualizado em 16/09/2011 14:12

A seca continua a castigar o brasiliense. Um dos efeitos mais visíveis no corpo é a desidratação da pele. Para mantê-la saudável e bonita, é essencial ingerir bastante líquido. A dermatologista Luanna Caires Portela garante a importância de associar a hidratação direta da pele com a do organismo como um todo. “Não adianta usar creme hidratante se não beber água. A pele vai continuar ressecada e sem vida.”

A dermatologista Cristiane Dal Magro aponta duas atitudes fundamentais: evitar a perda de água da pele para o ambiente e fazer uma hidratação efetiva. Os óleos funcionam como uma fina camada protetora sobre a pele. Os hidratantes têm um poder de penetração maior, e ajudam a manter a hidratação por mais tempo. “Para impedir a perda de água, basta evitar banhos muito quentes e prolongados. A esfoliação também contribui para a desidratação da pele. Por isso, nesta época do ano, nem pensar”, completa Cristiane.

No período de estiagem, o ideal é aplicar hidratantes duas vezes ao dia. E, de preferência, três minutos depois do banho, quando os poros estão mais abertos e recebem melhor os princípios ativos do creme. Para ambientes com ar-condicionado, onde o ar é ainda mais seco, um bom hábito é levar o hidratante para reaplicar ao longo do dia.
O uso do protetor solar também é fundamental. Luanna Caires Portela recomenda a aplicação do hidratante, seguida da do protetor. Se a fórmula do protetor solar contiver hidratante, já é suficiente. Caso contrário, é preciso recorrer aos dois. O mesmo vale para os cremes antienvelhecimento. No caso das mulheres, a maquiagem vem por último, sobre o hidratante e o protetor.

A propagandista Kamila Pinto dos Reis tem a pele muito seca e, neste período, precisa redobrar os cuidados. Muito vaidosa, optou por usar o creme anti-idade também para manter o rosto hidratado. “O clima de Brasília está terrível, muito seco. Por isso, uso dois cremes, um para o corpo e outro para o rosto. No rosto, preferi manter o uso do meu antienvelhecimento, porque ele mantém a pele bastante hidratada.” A secretária Beatriz Cordeiro Gomes, 23 anos, reveza os tipos de creme ao longo do ano. “Quando a umidade está baixa, uso um hidratante para pele seca. No período das chuvas, esse já não serve mais, por isso compro um para peles normais”, exemplifica.

É preciso dar atenção maior às áreas mais secas, como cotovelos, joelhos e calcanhares. Para as mãos muito ressecadas, a dica é reaplicar o hidratante a cada lavagem, já que a água retira a camada natural de gordura da pele. As pessoas em contato constante com a água devem usar luvas. Nos lábios, protetores labiais com bloqueador solar precisam ser aplicados diariamente e, se houver fissuras, o uso de uma pomada hidratante à noite ajuda a resolver o problema.

Aliados…
- Os óleos protegem a pele e ajudam a evitar a perda de água. Associados aos hidratantes, que têm um poder de penetração maior, garantem uma pele bem hidratada.
- Quando os pés e as mãos estão mais ressecados, é melhor optar por cremes específicos para essas regiões. Neles, a concentração de ureia é diferenciada para atuar melhor na hidratação dessas áreas.
- O hidratante usado no rosto também deve ser específico para essa região. É bom evitar o uso do mesmo creme para o corpo e para o rosto, a não ser que parta da indicação de um dermatologista.

…e vilões
- Os esfoliantes eliminam a camada lipídica. Por isso, esfoliações devem ser evitadas. Porém, se optar por mantê-las, devem ser feitas com pouca pressão sobre a pele e, no máximo, duas vezes por semana.
- Pessoas com tendência a acne devem evitar cremes oleosos. O ideal é optar pelo gel creme ou oil free (livre de óleo) e procurar um dermatologista para indicar o hidratante e o protetor solar adequados para esse tipo de pele.
- Cremes com muito perfume podem causar irritação e coceira. Para pessoas que precisam de um hidratação mais vigorosa, é insuficiente.
- Sabonetes antibacterianos ressecam a pele. O ideal é usar sabonetes neutros.

Para não errar
- Tome banhos menos demorados, com água fria ou morna. A água quente elimina a camada natural de gordura da pele.
- Tome menos banhos e, se necessário, use sabonete no corpo todo em apenas um deles.
- Evite esfregar a bucha e a toalha com muita força para não eliminar a camada lipídica da pele.
- Hidrate a pele duas vezes ao dia.
- Use protetor labial com bloqueador solar diariamente.
- Use protetor solar e reaplique a cada duas ou três horas.

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)

 

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)

 

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)

 

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)

 

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade