Publicidade

Estado de Minas PHOTO & GRAFIA

Eles amam Instagram

Uma turma muito animada se juntou para fotografar a cidade com o celular. Zuleika de Souza registrou esse divertido passeio


postado em 07/10/2011 16:58 / atualizado em 07/10/2011 19:28

(foto: Zuleika de Souza/CB/D.A.Press)
(foto: Zuleika de Souza/CB/D.A.Press)

No meio da tarde, quando um ônibus de dois andares, todo decorado com fotos quadradinhas de Brasília, parecendo polaroides, chegou à Feira da Torre, uma feirante se animou: “Oba, os turistas vão descer aqui”. Do veículo saltaram 40 pessoas, algumas com mochilas e câmeras fotográficas. Aparência de turista normal, né? A diferença é que todos tinham nas mãos um celular — ou melhor, um smartphone —, e já desceram clicando. Eram membros do Instagram, rede social de fotografias que virou moda na web.

 

(foto: Zuleika de Souza/CB/D.A.Press)
(foto: Zuleika de Souza/CB/D.A.Press)
 

Alguns foram convidados para o passeio por serem “celebridades” na comunidade virtual, como os publicitários @abgabriel, o @lucianocrisp e a @juquinha. Estavam lá também os fotógrafos @nickelmoor e @edgardcesar, que fazem parte da história fotográfica da cidade. Outros foram selecionados por um concurso da Caixa Seguros, também patrocinadora do evento. As fotos tiradas nesse passeio, e em outros dois de sábados anteriores, serão escolhidas por outros Igs (apelido dos participantes da rede), como o fotógrafo @kazuookubo, para a exposição Instantes de Brasília.


(foto: Zuleika de Souza/CB/D.A.Press)
(foto: Zuleika de Souza/CB/D.A.Press)

Feirantes e clientes da feira não sabiam de nada disso e ficaram muito intrigados, como quando @abgabriel fotografou um saco de laranjas, deixando o povo que comprava um suco de olhos arregalados. Os fotógrafos de celular são engraçados, instangram (sim, é um verbo) em poses inusitadas e não é difícil ver vários telefones fazendo mesma foto. Alguns usam lentes que se adaptam aos celulares — macros, angulares e teleobjetivas, compradas em sites especializados, que também vendem capinhas que tornam diferente cada celular. Às vezes, o telefone toca e estraga a foto, que é postada rapidamente nas redes Instagram, Twitter e Facebook. Mas curtir, comentar e receber tarefas, só para os Instangreiros.

(foto: Zuleika de Souza/CB/D.A.Press)
(foto: Zuleika de Souza/CB/D.A.Press)

O tema da exposição é a cidade. Os fotógrafos colocam nas fotos postadas na rede a legenda #bsbdecoracao e, clicando nela, conseguem ver milhares de fotos de todos os participantes. E o céu da capital é o mais instangrado: centenas de poentes colorem as páginas na rede.


(foto: Zuleika de Souza/CB/D.A.Press)
(foto: Zuleika de Souza/CB/D.A.Press)

Antes do concurso, parte desse grupo já clicava junto, em saídas organizadas por @heloisapr, outra publicitária apaixonada pelo aplicativo da Apple. Nesses passeios, fizeram vários amigos nada virtuais. Eles também estão se reúnem em projeções desse material que acabam virando festa. Pelo mundo, a rede também tem unido os amantes da iPhonegrafia, em instameets. Inclusive, haverá uma celebração mundial em 26 de outubro, quando o Instagram compelta um ano de vida. Os adeptos de Brasília podem marcar: @heloisapr promete um grande evento nesse dia, com música, projeção e exposição das fotos dos Igs da capital.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade