Publicidade

Correio Braziliense FITNESS

Prontos para romper limites?

Ao aliar movimentos funcionais e técnicas olímpicas, o Cross fit permite elevar um degrau no treinamento do malhador inveterado


postado em 10/02/2013 08:00 / atualizado em 09/02/2013 17:09

(foto: Janine Moraes/CB/D.A.Press)
(foto: Janine Moraes/CB/D.A.Press)
Já ouviu falar no Cross fit? É um programa de treinamento criado nos Estados Unidos em 1998 e que, desde então, vem conquistando apaixonados por malhação. "O treino é baseado em movimentos funcionais variados e feitos em alta intensidade. O Cross fit visa o melhor condicionamento físico geral trabalhando o desenvolvimento de todas as nossas capacidades físicas", explica a instrutora Diva Osório. Em um dia de treino, são trabalhadas resistência cardiovascular e muscular, força, potência, velocidade, agilidade, coordenação, flexibilidade e equilíbrio — tudo de forma harmoniosa e bem completa. "Os movimentos são uma fusão de várias técnicas. Há exercícios de levantamento de peso olímpico, ginástica olímpica, pliometria e precisão. Usamos barras livres e olímpicas, anilhas, argolas, bolas, pneus, caixas, trenós e cordas para subir e pular", esclarece o professor Bernardo Camargo.

O Cross fit exige muito, mas é flexível. Como no treinamento funcional, os exercícios podem ser alterados para facilitar o começo da prática ou evitar lesões antigas. Por isso, pode ser praticado por idosos, crianças, sedentários, lesionados e até atletas de alto rendimento. "É preciso apenas ter liberação médica para praticar", garante Bernardo. Mas é importante fazer uma aula experimental para garantir que a modalidade se adapta à sua rotina. "É um treinamento feito para todos, mas nem todos vão praticar. Às vezes, só se usa o peso do próprio corpo, e pode ser bem puxado para algumas pessoas", explica o professor Leonardo Rodrigues.

Pode parecer bem complicado à primeira vista, mas quem pratica afirma que o treino estimula o participante a superar limites. "É um esporte muito mental. Durante o treino, a gente fica pensando que não vai conseguir, que é muito difícil e que é hora de desistir, mas ninguém para. O desafio é instigante e viciante, é uma competição com você mesmo", conta Diva. Durante os 60 minutos de aula, divididos em quatro momentos, os praticantes suam a camisa. A primeira parte é um aquecimento específico para os exercícios do dia; em seguida, eles praticam alguma técnica mais difícil; depois vem o WOD (veja box) e, por último, um alongamento completo. O programa de treinamento não foi feito com finalidades estéticas. O objetivo é alcançar qualidade de vida e desenvolvimento de todas as capacidades físicas — e isso só se consegue com treino, dieta e saúde. "A estética e o emagrecimento são consequências inevitáveis da prática. É um resultado que é alcançado bem rápido, mas não é o objetivo do Cross fit", afirma Diva. O ideal é começar a treinar duas vezes por semana, para adquirir força, potência e condicionamento. "É possível fazer todos os dias, mas o aluno precisa estar no seu melhor, não faltar e aliar o Cross fit a uma alimentação balanceada", conta Leonardo.

A professora de educação física Marina Ramos, 27 anos, conheceu o Cross fit no Estados Unidos — a irmã dela praticava a modalidade e a levou para uma aula. De volta ao Brasil, demorou seis meses para encontrar um lugar que oferecesse a atividade. Há dois anos, Marina finalmente começou e não parou mais. "Nenhuma outra atividade física me deu os resultados do Cross fit — as outras modalidades isolam muito a musculatura e, aqui, trabalhamos o corpo como um todo", conta. Há três meses, a empresária Ártemis Rodopoulos, 37, resolveu experimentar e está apaixonada. "Eu sou megaviciada. Venho de segunda-feira a sábado, tem dia que treino duas vezes. Melhora muito o condicionamento físico. Eu também faço musculação e corro — percebi melhora na força e meu tempo na corrida diminuiu bastante. Já emagreci muito e defini o corpo", conta.

Entenda as gírias
Box
Local onde ocorrem as aulas do Cross fit. Alguns são armazéns ou galpões. Outros, espaços abertos e integrados à natureza.

WOD
É o nome do treinamento do Cross fit. A cada dia, os participantes executam um WOD, que significa workout of the day, ou, em bom português, treinamento do dia. Os WODs podem variar entre cinco e 40 minutos, mas, em dias de treino comum, duram cerca de 20.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade