Publicidade

Correio Braziliense BAZAR

Páscoa democrática

Se alguma restrição alimentar tornava a sua Semana Santa uma tortura, anime-se. Chocolates com ingredientes especiais e mais saudáveis começam a encher as prateleiras


postado em 17/03/2013 08:00 / atualizado em 15/03/2013 16:48

Vontade de emagrecer e inúmeras restrições alimentares separam muita gente do chocolate. Alergia ao glúten e à lactose e diabetes são alguns exemplos de doenças que causam o sofrimento. Principalmente na Páscoa, quando pular a seção de doces é insuficiente. A tentação está em todos os lugares e resistir é missão quase impossível. Conscientes de que nem todo mundo pode usufruir dos chocolates tradicionais, grandes e pequenas empresas se dedicam a produzir alternativas mais saudáveis do produto.

Dietéticos

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)

Apesar de muitos acreditarem que os chocolates diet são menos calóricos por não terem açúcar, a nutricionista Laura Garcia alerta para o fato de que são produtos específicos para diabéticos — pessoas com sérias restrições ao açúcar. O ingrediente é, então, substituído por manteiga de cacau, o que o deixa mais calórico que os chocolates tradicionais. Se a ideia é emagrecer, os chocolates diet não são a melhor opção, e os diabéticos não podem exagerar.

Amargos

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)

Os chocolates amargos são de alta qualidade e um pouco menos calóricos por não terem adição de açúcar nem de leite em pó — como ocorre com os chocolates ao leite. É uma ótima opção para quem não quer engordar. "Além de tudo, ele não deixa aquela sensação de ‘quero mais’", brinca a nutricionista Laura Garcia.

Vegetais

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)

Feitos, geralmente, com extrato de soja, sem lactose e/ou glúten, são especialmente indicados para pessoas com intolerância a lactose e para os celíacos (alérgicos ao glúten). Acredita-se, porém, que a restrição ao glúten e à lactose ajuda também a emagrecer. Os chocolates vegetais têm valor calórico inferior ao tradicional e ao dietético. "No chocolate de soja, o leite é substituído pelo extrato de soja, mas sem que o chocolate perca seu sabor", explica a nutricionista Laura Garcia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade