Publicidade

Estado de Minas ENCONTRO COM O CHEF

Carnaval leve

A época é de excessos, mas há espaço para algumas pequenas atitudes em prol da saúde. Dar atenção à hidratação e evitar comidas fortes são as mais importantes


postado em 02/03/2014 08:00 / atualizado em 01/03/2014 21:16

Até os meus 20 e poucos anos, minha rotina de carnaval seguia um esquema que, imaginava, seria indelével: acorda, toma banho, vai para o clube, volta para casa, dorme um cochilo, acorda, vai para a avenida, chega de manhã, dorme. Perceba que, nessa linha do tempo, comer não estava entre as prioridades. Quando surgia um sanduíche ali, um suco acolá, eram engolidos com pressa. Afinal, pensava, o rei Momo era o salvo-conduto que liberava do cuidado com a alimentação até a quarta-feira de cinzas.

Mas aí os 20 e poucos viraram 20 e muitos e o meu folião, apesar de ainda vivo e atento, agora não pode mais se dar ao luxo de fingir que a fome vai passar entre um frevo e um samba. Como um jovem-adulto (adoro essa classificação), agora cuido da saúde, sem deixar de dançar muito na avenida. Para manter essa linha, na esperança de que esse seja mais um carnaval memorável, conversei com a presidente do Conselho Regional de Nutrição do Distrito Federal (CRN-DF), Mara Saleti De Boni.

Com ela, busquei dicas de como não sair demais da rotina alimentar diária, mas sem ficar de cabeça quente por não ter seguido a dieta exatamente como ela é. "O mais importante é fugir das gorduras e abusar dos líquidos. Dê preferência à água, já que as bebidas isotônicas podem ter uma sobrecarga de sódio e isso é ruim para quem está fazendo esforço físico. Ou, se preferir, escolha a água de coco ou sucos naturais."

Para o carnaval brasiliense, que ocorre entre as quadras, a nutricionista pede que o folião faça um esforço de não se alimentar de qualquer coisa pelas ruas. "Escolha bem o que você vai comer. Se puder evitar o espetinho ou aquele hambúrguer gorduroso, faça isso." E o alerta maior: não deixar de comer. Afinal, além do quanto o corpo será exigido — quem já dançou frevo sabe do que estou falando —, as bebidas alcoólicas são corriqueiras nesse período. "Há risco de uma hipoglicemia ou mesmo de você não conseguir ter forças para seguir a festa", completa Mara.


Suco verde

Ingredientes
2 maçãs
50g de pepino
50g de folhas verdes

Modo de preparo
Retire os caroços da maçã. Corte em pedaços. Em seguida, coloque-os no liquidificador. Acrescente o pepino e as folhas verdes e bata até ficar em uma consistência homogênea.

Rendimento:
2 porções
Tempo de preparo: 5 minutos

Leia a reportagem completa na edição nº 459 da Revista do Correio.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade