Publicidade

Estado de Minas FOTOGRAFIA

O guarda-roupa secreto de Frida Kahlo


postado em 06/05/2015 17:21 / atualizado em 06/05/2015 17:48

Quando a artista plástica Frida Kahlo morreu, em 1954, o também artista e marido Diego Rivera recolheu todos os pertences da amada e os trancou em um banheiro na casa em que o casal morava, na Cidade do México. Riviera ordenou que cômodo permanecesse trancado por 15 anos após sua própria morte. Em 1957, o pintor faleceu e a casa, apelidada de The Blue House, virou um museu. O tal banheiro, contudo, só foi aberto em 2004, quando os responsáveis pelo museu resolveram organizar e catalogar os antigos pertences de Kahlo. Foi então que o fotógrafo Ishiuchi Miyako foi convidado a registrar os achados. Ao todo, mais de 300 relíquias da artista foram encontradas, entre roupas, acessórios e até a prótese da perna usada pela pintora.

O projeto foi batizado de Frida by Ishiuchi Miyako (2013) e estará em exposição na galeria Michael Hoppen, em Londres, de 14 de maio a 12 de julho.

 

 

Ver galeria . 8 Fotos O molde de corpo que Frida precisou usar por três meses, após o fatídico acidente de ônibus. Assim como a maioria de suas roupas, o traje também ganhou as cores da alma da pintora.Ishiuchi Miyako
O molde de corpo que Frida precisou usar por três meses, após o fatídico acidente de ônibus. Assim como a maioria de suas roupas, o traje também ganhou as cores da alma da pintora. (foto: Ishiuchi Miyako )

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade