Publicidade

Estado de Minas MODA

Inverno antecipado

Estilistas brasileiros mostraram, no SPFW, suas apostas para a estação fria do ano que vem. Tem peças para todos os gostos: de gola rolê a diferentes tipos de decotes


postado em 01/11/2015 08:00 / atualizado em 30/10/2015 20:01

Talvez você mal tenha preparado seu guarda-roupa para o verão, mas a 40ª edição do São Paulo Fashion Week (SPFW) —que aconteceu entre os dias 18 e 24 de outubro — já apresentou o que deve ser tendência no inverno de 2016. O que foi exibido nos cinco dias do maior evento de moda da América Latina dá dicas do que devemos ver nas vitrines e nas revistas em breve, além de dar pistas do que permanecerá em alta. Saber o que será usado daqui a alguns meses pode ser interessante para fazer bons investimentos desde já.

Embora lamente-se a diminuição na quantidade de desfiles na edição, o clima era de comemoração. Este ano, o SPFW comemorou os 20 anos de sucesso e voltou a ser realizado na Bienal Internacional de São Paulo. Paulo Borges, fundador do evento, fez questão de avaliar o momento econômico atual, em discurso após receber homenagem da Associação Brasileira de Indústrias Têxteis: “As pessoas falam em crise e esquecem que vivemos uma há quatro anos e outra há 20. O importante é nos reinventarmos”.

Entre trabalhos mais conceituais e mais comerciais, é possível definir certos padrões. Os decotes foram o que mais chamou a atenção nas coleções. A Revista do Correio selecionou algumas tendências vistas nas passarelas e mostra o que você, provavelmente, vai desejar usar no próximo inverno.

Recorte no colo: os cortes nas laterais dos vestidos e na barriga mudaram de lugar. Em vez de decotes óbvios, algumas marcas apostaram em decotes mais altos, com cortes na altura do colo, dando charme à peça. (foto: Agência Fotosite)
Recorte no colo: os cortes nas laterais dos vestidos e na barriga mudaram de lugar. Em vez de decotes óbvios, algumas marcas apostaram em decotes mais altos, com cortes na altura do colo, dando charme à peça. (foto: Agência Fotosite)

 

Braço sim, braço não: o famoso decote mula-manca apareceu algumas vezes em sua versão original, mas também foi repaginado por muitas marcas, como fez a mineira Coven, estreante no SPFW. Em vez de as peças seguirem na diagonal sobre o colo da mulher e passar por baixo do braço, elas apareceram com alças nos dois ombros, mas com uma manga longa em um braço e sem nada no outro. Samuel Cirnansck ainda misturou o modelo com a gola rolê.(foto: Agência Fotosite)
Braço sim, braço não: o famoso decote mula-manca apareceu algumas vezes em sua versão original, mas também foi repaginado por muitas marcas, como fez a mineira Coven, estreante no SPFW. Em vez de as peças seguirem na diagonal sobre o colo da mulher e passar por baixo do braço, elas apareceram com alças nos dois ombros, mas com uma manga longa em um braço e sem nada no outro. Samuel Cirnansck ainda misturou o modelo com a gola rolê. (foto: Agência Fotosite)

 

Ombro a ombro: outro decote visto em vários desfiles é o do tipo ombro a ombro. A proposta é diferenciada e deve cair no gosto da mulherada. Esse desenho de peça, no entanto, dá uma impressão de a pessoa ser mais larga. Portanto, algumas mulheres podem preferir não se arriscar a usá-lo.(foto: Agência Fotosite)
Ombro a ombro: outro decote visto em vários desfiles é o do tipo ombro a ombro. A proposta é diferenciada e deve cair no gosto da mulherada. Esse desenho de peça, no entanto, dá uma impressão de a pessoa ser mais larga. Portanto, algumas mulheres podem preferir não se arriscar a usá-lo. (foto: Agência Fotosite)
 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade