Publicidade

Correio Braziliense CASA

Materiais translúcidos na decoração

Acrílico, vidro, por exemplo, transmitem leveza e sofisticação ao lar. Saiba como empregá-los


postado em 02/01/2017 08:00

Em ambientes menores, mas que precisam de divisórias, o vidro também funciona. Na sala, projetada pela arquiteta Gabriela De Rossi para a Decora Líder, a opção foi por uma divisória escura que dá privacidade à sala de jantar, mas sem isolá-la da sala de estar(foto: Alan Santos/Divulgação)
Em ambientes menores, mas que precisam de divisórias, o vidro também funciona. Na sala, projetada pela arquiteta Gabriela De Rossi para a Decora Líder, a opção foi por uma divisória escura que dá privacidade à sala de jantar, mas sem isolá-la da sala de estar (foto: Alan Santos/Divulgação)
 

 

Para quem tem pouco espaço em casa, os materiais transparentes são uma ótima pedida, pois garantem uma decoração leve e arejada. Mesas, cadeiras e até paredes de vidro, acrílico, policarbonato, metacrilato e plástico dão um ar futurista e clean ao ambiente, sem o peso dos móveis tradicionais. O contraste também é interessante: peças transparentes funcionam bem com aquelas mais rústicas, e o casamento com a madeira é um clássico. Outra boa ideia é misturar transparências com coloridos, que ganham ainda mais destaque.

Para projetos maiores, as paredes transparentes podem dividir ambientes sem o peso de uma de alvenaria. Se a ideia é promover alguma privacidade, vidros escuros fazem o serviço, sem impedir completamente a entrada de luz. Em casas ou projetos com jardins internos, o vidro ajuda a trazer a natureza para dentro do lar — o sol é o melhor amigo das plantinhas.

 

As paredes de vidro são uma boa opção quando se quer dar destaque a uma parte da decoração. Nos ambientes projetados por Denise Zuba e André Alf, o material foi escolhido para %u201Caproximar%u201D um jardim de inverno que fica separado da casa(foto: Clausem Bonifácio/Divulgação)
As paredes de vidro são uma boa opção quando se quer dar destaque a uma parte da decoração. Nos ambientes projetados por Denise Zuba e André Alf, o material foi escolhido para %u201Caproximar%u201D um jardim de inverno que fica separado da casa (foto: Clausem Bonifácio/Divulgação)

 

As mesas de centro em vidro são interessantes por serem funcionais e, ao mesmo tempo, leves. Yeda Garcia e Fernanda Christine optaram pelo material integrado à madeira. A transparência realça os adornos decorativos e traz uma sensação de amplitude(foto: William de Paula/Divulgação)
As mesas de centro em vidro são interessantes por serem funcionais e, ao mesmo tempo, leves. Yeda Garcia e Fernanda Christine optaram pelo material integrado à madeira. A transparência realça os adornos decorativos e traz uma sensação de amplitude (foto: William de Paula/Divulgação)
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade