Publicidade

Correio Braziliense

Minas Trend: marca mineira investe em peças feitas por detentas

A Libertees expõe coleção de lançamento com confecção realizada por internas do presídio Estevão Pinto e estamparia inspirada em seus desenhos


postado em 03/10/2017 19:25 / atualizado em 03/10/2017 19:29

A marca Libertees estreia no mercado com a coleção Vida. O nome traduz a essência da sua proposta: dar novas chances e novos caminhos para detentas do presídio Estevão Pinto, em Belo Horizonte. Pela primeira vez no Minas Trend, as sócias Marcella Mafra, Sabrina Mafra, Daniela Queiroga e Andréa Aquino unem moda, sustentabilidade e responsabilidade social.

(foto: Libertees/Divulgação)
(foto: Libertees/Divulgação)
Com cores fortes e traços descompromissados, a Libertees brinca com shapes atemporais em camisetas. Comprimentos maxi e modelagem oversized aparecem na coleção, exalando conforto e estilo. As estampas das peças são inspiradas em ilustrações feitas pelas próprias detentas durante aulas de arte dentro da penitenciária. Os desenhos transitam entre referências da natureza, da figura humana e paisagens urbanas.

Como contrapartida para a utilização dos desenhos, parte do valor das vendas é revertida em materiais de arte para a escola do presídio. As internas também fazem a confecção das peças, recebendo salário fixo e remissão de pena.

A partir de uma visita a uma exposição de artes da Escola Estadual Estevão Pinto, situada no presídio homônimo, em BH, foi que Marcella Mafra teve a ideia, junto às sócias, de criar o projeto. “Acreditamos na recuperação de indivíduos privados de liberdade para a sociedade, por meio de medidas socioeducativas desenvolvidas no cárcere.”

Toda a coleção está exposta no estande coletivo do Sindivest-MG, durante o Minas Trend, no centro de eventos Expominas. Ao lado de mais 11 marcas iniciantes e mineiras, a Libertees faz parte do projeto Ready to go, que identifica, capacita e divulga novos talentos na moda brasileira.
 
* Estagiária sob supervisão de Sibele Negromonte
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade