Publicidade

Correio Braziliense CAPA

Astrólogos planejam 2018 e recomendam: a ordem é se movimentar

Depois de um 2017 de cobranças implacáveis, astrólogos revelam que entraremos no ano de Júpiter e preveem energias de crescimento e expansão


postado em 31/12/2017 07:00 / atualizado em 09/01/2018 16:14

Dezembro é marcado pelas retrospectivas de tudo que aconteceu durante os 12 meses do ano: refletimos sobre o que fizemos, o que conquistamos, quem apareceu em nossas vidas e quais foram os momentos marcantes desse ciclo. Com o clima de reflexão sobre o que passou, vem também a expectativa do que está por vir: como será nosso ano profissional, como vão se conduzir nossas relações pessoais e que tipo de surpresas nos esperam.

Os que viveram bons momentos querem manter a onda positiva que os cerca, os que tiveram um ano difícil esperam ansiosamente pela mudança de ciclo, com esperança de dias melhores. Com tantas incertezas, muitos apostam no que dizem os astros.

Nesta época do ano, tarólogos, astrólogos, jogadores de búzios e outras pessoas que se especializam nas previsões do futuro ficam com as agendas lotadas. São muitos os que buscam se alinhar com as vibrações que chegam e aproveitar o ano que se aproxima da melhor forma.

De acordo com a astrologia, cada ano é regido por um planeta, o que é determinado de acordo com a posição que os astros ocupam durante aquele período. O astrólogo Carlos Maltz explica que 2018 será regido por Júpiter, um planeta que traz energia de crescimento e convida a um momento de expansão.
 
"Se Júpiter nos convida ao movimento e ao novo, aquele que se prender ao passado e ficar parado acabará sofrendo." Carlos Maltz, astrólogo (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)

Júpiter carrega uma aura de entusiasmo, uma energia transformadora, em oposição ao aspecto mais lento de Saturno, planeta regente de 2017. Maltz explica que enquanto Saturno trouxe um ano de colheita, de cobranças implacáveis e de movimentos mais seguros e menos arriscados, Júpiter chega trazendo energias de movimento, convidando cada pessoa a se mover em direção ao que quer.

O astrólogo aconselha que as contas com Saturno sejam todas pagas antes no início do novo ano. “É importante encerrar, fechar tudo que está pendente para que isso não se arraste como dificuldade para 2018.”

Maltz ressalta ainda que muitos querem ouvir se um ano será bom ou ruim, melhor ou pior que o outro, mas que isso não depende apenas da astrologia, mas, sim, da forma como cada indivíduo vai se comportar em relação às previsões. “Se Júpiter nos convida ao movimento e ao novo, aquele que se prender ao passado e ficar parado acabará sofrendo”, elucida.

De olho no céu

Sempre atento às previsões, o engenheiro Alberto Friedman, 35 anos, prepara-se para um 2018 cheio de mudanças. Ele pretende passar em um concurso público melhor e ter o primeiro filho. “Venho acompanhando os trânsitos astrais ao longo de 2017 e os do ano que vem. Vou estudando para alguns concursos e vendo as datas mais propícias para passar neles. Eu me empenho mais nesses períodos favoráveis.”

Quando o assunto é aumentar a família, a astrologia também não fica de fora. Alberto não tem preferências de signo para o bebê, mas consultou softwares de cálculos astrais para saber se ele e a esposa terão um período benéfico para conceber a criança: “Esse é meu principal foco para o ano que vem e já fiz questão de ver se os trânsitos astrais meus e da minha esposa favorecem isso”, conta.
 
O engenheiro Alberto Friedman planeja fazer um concurso e ter um filho em 2018: consulta aos astros(foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
O engenheiro Alberto Friedman planeja fazer um concurso e ter um filho em 2018: consulta aos astros (foto: Carlos Vieira/CB/D.A Press)
 
Com os desejos bem definidos, o funcionário público agora só aguarda o início de 2018 para consultar o céu e saber em quais aspectos da vida focar. Mas isso só vai acontecer depois do carnaval. Não por causa da festividade, mas porque o engenheiro acredita que o ano pessoal, ou seja, o período entre um aniversário e outro, traz mais mudanças do que a transição entre 31 de dezembro a 1º de janeiro.
 
O aquariano, nascido em 13 de fevereiro, usa todos os conhecimentos do céu para se planejar para essa mudança de ciclo: os estudos da pós-graduação em astrologia, as conversas com outros pesquisadores da área e a prática do seu trabalho fazendo mapas astrais de pessoas interessadas em se conhecer.

Para ele, esse autoconhecimento é um grande aliado de qualquer decisão tomada desde 2014, quando começou a se aprofundar no tema, até o ano que está por vir. “Eu identifico os momentos astrais e passo a ter mais cuidado com acidentes de carro, dou mais atenção para relacionamentos ou tenho mais precauções com a saúde, por exemplo. Tudo a partir da astrologia.”

Os objetivos bem traçados de Alberto vão de encontro aos conselhos de Maltz. O astrólogo explica que, apesar de 2018 ser um ano que convida a mudanças e até a se arriscar, é necessário ter cuidado e estabelecer metas. “Enquanto 2017 foi um ano que passamos com os pés no freio, em 2018 devemos trocar para o acelerador. Mas é fundamental ter uma direção, acelerar ao encontro de uma meta e com cuidado, senão ficaremos perseguindo diversas coisas sem conseguir alcançar nenhum objetivo”, orienta. 
 

Xangô no comando

Para Iris Regina Lima , em 2018 não tem essa de ficar parado:
Para Iris Regina Lima , em 2018 não tem essa de ficar parado: "Ou você muda ou você muda" (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
“Tudo é magia, desde o momento em que acordamos até o momento em que vamos dormir. Precisamos aproveitar cada dia, pois as trocas de energia e vivências são tudo magia”, preconiza a wicca e taróloga Iris Regina Lima.

Trabalhando com os quatro elementos, a natureza e os orixás, Iris também faz previsões sobre o ano de mudanças que se aproxima e fala sobre o fim de 2017. “Foi de encerramento de ciclos. Saturno é um ceifeiro, ele corta tudo que tem para cortar, sem perguntar. Por isso, tantas pessoas sofreram em 2017. Também foi um ano de signos de terra, e isso traz aquela coisa mais parada, estabilizada”, justifica.

Quanto a 2018, regido por Júpiter, será difícil permanecer parado. “O ano será também regido por Xangô, orixá que tem energia pulsante. As pessoas vão querer se movimentar mais. Ainda será um ano com atuação forte de Iansã, que é o vento. Ou você muda ou você muda, não vai ter essa de ficar parado”, afirma Iris.

A taróloga acrescenta ainda que, no segundo semestre, Exu também se manifestará, favorecendo a comunicação e abrindo novos caminhos. O orixá é conhecido por “brincar” com as pessoas e, por isso, Iris aconselha um pouco de cautela. Assim como o astrólogo Carlos Maltz, ela afirma que as mudanças devem vir acompanhadas de objetivos bem estabelecidos, com muito foco.

Iris menciona também que, em 2018, as pessoas estarão mais unidas e, ao mesmo tempo, cuidando mais de si mesmas. “É um momento para se amar, olhar para dentro e descobrir seu caminho, mais conectado aos outros, com mais empatia”, completa.

(foto: Reprodução)
(foto: Reprodução)
 A carta do ano

Virginia Gaia, astróloga, taróloga e estudiosa de mitologia, antecipou qual a carta de tarô representará o ano de 2018, interpretando a figura: “A carta do ano é o arcano XI, a Força. A grande mensagem dela, que destaca uma figura feminina dominando com docilidade uma criatura bestial, é a de que a real força emana da aplicação da habilidade de transformar e persuadir com carisma e sedução. É um ano para direcionamento da força com inteligência. Ela é a expressão máxima da magia, ou seja, da arte de transformar a realidade de acordo com a vontade. A real força vem de dentro, da essência manifesta do indivíduo.
 
 
 
 
 
 
 
 

Linha do tempo astral

Os eclipses regem muitos dos acontecimentos astrológicos, sendo responsáveis por mudanças sociais e individuais. Por isso, Virginia Gaia também fez análises de cada um desses ciclos, que podem afetar nossa maneira de encarar o mundo:

1 - O ano começa com foco nos relacionamentos afetivos e sociais. Em 31 de janeiro, um eclipse lunar total em leão, com o Sol conjunto a Vênus, estimula a pensar em nossa expressão social e na necessidade de respeitar a si mesmo em todos os tipos de relacionamento.

2 - Em 15 de fevereiro, um eclipse solar parcial em aquário convida à reflexão sobre o que é realidade e o que é sonho nas relações pessoais. Esses dois primeiros eclipses do ano afetam principalmente quem tem o Sol, o ascendente, a Lua ou pontos importantes do mapa em leão ou em aquário.

3 - Em 13 de julho, um emotivo eclipse solar parcial em câncer com Sol e Lua em oposição a Plutão, em capricórnio, volta as atenções para questões familiares e para a importância da família em um momento marcado por mudanças na sociedade. Trata-se de buscar na intimidade o apoio emocional necessário para lidar com pressões externas, como o trabalho ou o ambiente social em geral. Esse eclipse será especialmente relevante para quem tem o Sol, o ascendente, a Lua ou pontos importantes do mapa em câncer ou capricórnio.

4 - Em 27 de julho, um eclipse lunar total em aquário com Lua conjunta a Marte realça a importância de defender os próprios ideais sem agressividade, a ocupação do lugar de fala sem ofender ninguém. O momento requer cuidado para não se envolver em disputas agressivas, sobretudo nas redes sociais, lembrando que a internet é um terreno aquariano por excelência.

5 - Por fim, em 11 de agosto, teremos um eclipse solar parcial em leão, que complementa o eclipse lunar de julho, chamando atenção para a relevância da autenticidade na exposição social. 

Consultando os astros

Entre os que buscam respostas nos astros, está o estudante Ello Romanin, 22 anos. Sua relação com a astrologia começou em 2014, quando conheceu estudos e práticas astrais. “O interesse surgiu a partir de textos que li on-line sobre autoconhecimento baseado na nossa própria vibração natural. A partir daí, eu me consultei com uma taróloga, li sobre os arcanos do tarô e fiz um workshop sobre astrologia e o impacto dela na nossa vida”, conta.

A imersão no campo astral fez com que Ello tivesse um aliado para tomar decisões sobre seus planos e metas para 2018. “Diariamente, vejo sites de astrologia para entender como o céu interage no meu mapa astral, e também uso um aplicativo que dá dicas sobre tópicos como relacionamentos, ambiente familiar e profissional para me resguardar pelo que pode acontecer.”
 
A cada passo importante, Ello Romanin busca conselho na astrologia: planejamento feito para 2018(foto: Arquivo pessoal)
A cada passo importante, Ello Romanin busca conselho na astrologia: planejamento feito para 2018 (foto: Arquivo pessoal)
 
O jovem, inclusive, já antecipou seus planejamentos anuais, de acordo com as influências do seu signo. “Como sou aquariano do terceiro decanato, estarei sob influência direta de Júpiter, e em Júpiter sempre há crescimento. Então, vai ser um ano para focar muito no profissional.”

Sabendo das possibilidades de ascensão na carreira, ele planeja fazer um bom último ano de graduação com estágios que possam inseri-lo melhor no mercado de trabalho, mesmo que isso possa fazer com que seu tempo para os relacionamentos não seja tão grande. “Com meu ascendente e a minha lua em gêmeos, vou receber influência desse signo e ter um ano de sentimentos confusos”, acredita. 
 

De braços abertos

Para a terapeuta naturista e iridóloga Máuria Pereira Franco, traçar metas e avaliar o que foi conquistado ao longo do ano que se passou são boas estratégias para ter a sensação de missão cumprida e de que um novo capítulo se inicia.

Máuria afirma ter notado que o ano teve uma carga pesada para muitas pessoas. A insegurança econômica e política fez com que muitos se sentissem temerosos quanto ao futuro e muito presos em si mesmos. A terapeuta orienta que, para o próximo ano, as pessoas se libertem e vivam mais, passem mais momentos juntos aos amigos e busquem engajamento em atividades que trazem prazer.

Entre as estratégias para receber 2018 com braços abertos, Máuria sugere que as pessoas escrevam em uma folha tudo que as aborreceu ou aborrece em 2017 e que querem deixar para trás. Em seguida, rasgue a folha. O ato de rasgar simboliza a libertação e o encerramento daquela fase e daqueles problemas. Em uma nova folha, deve-se escrever as metas, o que busca e o que pretende fazer para ser melhor em 2018. Essa deve ser guardada e é importante reler o papel algumas vezes, auxiliando a manter o foco.

São diversas as formas de receber um novo ano, seja acreditando em forças místicas, seja colocando as fichas na racionalidade, mas é importante que cada indivíduo faça sua parte em busca de um ano melhor para si e para os que o rodeiam. 
A iridóloga Máuria Pereira Franco dá alguns conselhos para 2018: lista com os projetos (foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press; )
A iridóloga Máuria Pereira Franco dá alguns conselhos para 2018: lista com os projetos (foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press; )
 

O 2018 de cada signo

A astróloga Adriana Brites, da comunidade de esoterismo Astrocentro, preparou para a Revista previsões do ano que vem para cada um dos signos do zodíaco, de acordo com suas características e com as possibilidades astrais de 2018.
 
Áries — Em 2018, os arianos terão chances de ganhos financeiros por meio de terceiros (herança, prêmios, investimentos) e todo o trabalho coletivo gerará excelentes frutos. Fazer diferente será a palavra de ordem para o ariano.
 
Touro — O taurino deseja mudanças e melhorias. Aquilo que está bom tende a ficar melhor e o que está ruim poderá acabar. Isso vale para tudo, desde emprego até relacionamentos. Questões antigas também podem ressurgir, deixando o taurino confuso. Mas, se ele souber aproveitar essa fase, será de grande valia para o autoconhecimento.
 
Gêmeos — Poderá passar por momentos de grandes mudanças que resultarão em ensinamentos transformadores. A área profissional exigirá atenção e foco dos geminianos, que também estarão em um ótimo momento para cuidar da saúde.
 
Câncer — Para os cancerianos que desejam ter filhos, 2018 será o ano ideal para isso. Mas, se acreditam que ainda não chegou a hora, previnam-se. As relações profissionais sofrerão mudanças positivas e o nativo de câncer encontrará novas maneiras de realizar o seu ofício. Já no campo sentimental, as relações exigirão mais atenção, trazendo à tona questões pendentes.
 
Leão — Os leoninos que pensam em reformar ou mudar de casa poderão concretizar esse objetivo em 2018. Mudança será a palavra de ordem para esse signo, que fará, inclusive, uma brusca mudança de hábitos em seu cotidiano, passando a enxergar de modo diferente a maneira como lida com o próprio corpo. Plutão trará essa capacidade de regeneração na área da saúde.
 
Virgem — Terá grandes oportunidades na área social e mental. Os estudos estarão em alta e o virginiano canalizará a energia para isso. Em 2018, também poderão surgir relacionamentos com conexões espirituais fortes. O problema é que o nativo desse signo estará muito romântico, o que aumenta as chances de ele se iludir, o que deixará os relacionamentos instáveis. 
 
Libra — Os librianos trabalharão muito em 2018, colhendo os frutos no setor financeiro. Haverá ganhos extras por meio do próprio trabalho. Se souber aproveitar todas as oportunidades, dinheiro não vai faltar. O problema é se acostumar com isso e gastar demais sem perceber. No setor familiar, é preciso ter paciência para equilibrar as emoções e contornar possíveis desentendimentos. Neste ano, Urano trará para o setor de relacionamentos movimentação e desejo de liberdade.
 
Escorpião — Com Júpiter ocupando a posição da autopromoção e reconhecimento público, o nativo de escorpião estará em evidência de maneira positiva. Aproveite para promover o seu negócio e a sua vida profissional. Se jogue e se entregue! Neste ano, as relações superficiais não serão mais toleradas e tudo tenderá a caminhar para um lado mais livre e sincero.
 
Sagitário — Para o sagitariano, este será um ano de aprendizado e autoconhecimento. E, por incrível que pareça, ele estará mais recluso, olhando para dentro. Só após o seu aniversário é que encarará o mundo de frente novamente. Neste período, também haverá transformações no lado financeiro. O que parece ser uma grande crise, nada mais é do que um momento importante de desenvolvimento. Urano também trará um desejo de inovar e de romper padrões, pensar no coletivo visando fazer a diferença no mundo.
 
Capricórnio — O capricorniano estará empenhado em se posicionar nos grupos que possuem os mesmos ideais que ele. Estará muito focado em projetos futuros e bastante reflexivo. Com a energia em baixa, por conta de Saturno e Plutão regendo esta casa, será preciso paciência para não querer agarrar o mundo de uma só vez. Mudanças repentinas também acontecerão para o nativo, algo inesperado acontecerá e os obrigará a fazer algum tipo de mudança.
 
Aquário — Um excelente ano dentro da sua profissão! Júpiter está em uma posição de destaque, trazendo reconhecimento público e valorização para o aquariano. Em contrapartida, Plutão e Saturno gerarão uma espécie de crise interna, trazendo medos e fobias à tona, e até mesmo um sentimento de culpa pelas coisas que deixou de fazer. Use os erros para aprender e crescer. Netuno complica um pouco o setor das finanças, gerando uma instabilidade muito forte com relação à entrada e saída de recursos. Fique atento para não perder dinheiro.
 
Peixes — Júpiter está muito bem posicionado na casa das viagens e dos estudos e este será um excelente período para viajar. Urano ocupa a casa das finanças e o pisciano também poderá receber um dinheiro inesperado, principalmente naquele momento em que mais precisa de uma graninha extra. Ainda em 2018, Netuno ocupará a casa da expressão pessoal, trazendo uma visão confusa sobre si mesmo, o que o deixará mais em contato com a espiritualidade, querendo vivenciar outras experiências. Sua fé estará aumentada. Só tome cuidado com falsos gurus.

 
*Estagiário sob supervisão de Sibele Negromonte 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade