Publicidade

Correio Braziliense ENCONTRO COM O CHEF

Advogada muda o rumo de sua história para investir em marmitas balanceadas

Pronta para enfrentar o desafio da prova da OAB, advogada usa toque gourmet para preparar as quentinhas, focadas no bem-estar da clientela


postado em 18/03/2018 07:00 / atualizado em 16/03/2018 11:17

Econômicas e saudáveis, as marmitas caíram, de vez, no gosto popular. Levar a quentinha para o trabalho ou a faculdade passou a ser rotina entre os brasileiros. Até Alex Atala, um dos chefs mais premiados do Brasil, entrou na moda e começou a oferecer, no Mercadinho Dalva e Dito, de sua propriedade, nos Jardins, endereço nobre de São Paulo, um PF gourmet — claro que o preço da versão Atala condiz com a de um profissional estrelado e sai por R$ 50.
 
O tema também virou programa de tevê na GNT. A cada semana, o Marmitas e Merendas mostra a relação de celebridades com as comidas para viagem. A advogada Janete dos Santos Tenório viu nesse filão uma ótima oportunidade de negócio. Cozinheira de mão cheia, ela sempre está fazendo experimentos com as panelas. Confessa que só descobriu essa habilidade há cerca de 10 anos, quando se casou e decidiu preparar, ela mesma, a comida no novo lar.
 
Janete tomou gosto pela coisa e passou, então, a fazer vários cursos na área de gastronomia. Aprendeu sobre cortes de carne, técnicas de congelamento, a preparar massas e tantos outros detalhes da culinária. À medida que se familiarizava com as caçarolas, os amigos eram convidados a serem cobaias dos experimentos gastronômicos. Passou a cozinhar tanto para eles que, no fim do ano passado, uma das amigas lhe fez uma proposta: criar uma sociedade para preparar ceias de Natal sob encomenda.
 
(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
"Eu tinha acabado de me formar em direito e estava estudando para a prova da OAB. A minha amiga estava sem trabalhar. Decidimos, então, tocar o projeto. Eu cozinhava e ela me auxiliava. Acho que nunca trabalhamos tanto, preparamos mais de 30 ceias completas", recorda-se. Mas chegou 2018 e a amiga começou em um emprego fixo.
 
Janete, então, decidiu seguir sozinha com o projeto gastronômico, agora com um novo foco: as marmitas. Montou cardápios semanais e iniciou uma propaganda boca a boca. “Eu gosto de estudar, ler e assistir aos programas sobre gastronomia. Pego as receitas e adapto, crio pratos. E também sempre me preocupei com a minha alimentação, em comer alimentos saudáveis. Procurei, então, passar isso para as marmitas. Elas são caseiras, mas com um toque gourmet”, define.
 

Com frescor

As quentinhas de Janete são formadas por uma proteína (carne vermelha, frango, peixe ou porco), um carboidrato “dobem” (batata-doce, mandioca, arroz integral ou macarrão integral) e vegetais (brócolis, cenoura, couve-flor, vagem ou ervilha fresca), em embalagens de 500g que vão ao freezer e ao micro-ondas. “Queria muito incluir saladas. O problema é que, como elas são congeladas, não dá para mandar verduras frescas.” Inclusive, Janete usa a técnica de branqueamento dos legumes — choque térmico — para manter a cor, o sabor e o frescor dos vegetais, mesmo depois de congelados.
 
Sempre aos domingos, ela prepara os kits formados por cinco marmitas diferentes. “Os cardápios também variam semanalmente. Evito repeti-los. E sempre uso ingredientes frescos e muitas ervas.” Os kits são entregues ao cliente na segunda-feira bem cedo para que ele tenha os almoços da semana garantidos.
 
“Orientamos a deixar as marmitas na geladeira por até dois dias. Se elas não forem consumidas nesse período, devem ser congeladas”, explica. “Digo que a minha comida tem um toque gourmet porque sempre procuro preparar um molho mais elaborado, sem falar que os alimentos são de primeira qualidade.”
 
Janete também oferece o serviço de personal chef, em que vai à casa do cliente e cozinha uma média de seis a sete pratos. “Converso previamente com a pessoa para saber do que ela gosta. Com ela, monto um cardápio personalizado e passo a lista de ingredientes a serem comprados. Em três ou quatro horas, preparo as refeições e ponho nas quentinhas para serem congeladas”, detalha.
 
A jovem garante que quem opta pelo serviço não se arrepende. “Recentemente, uma cliente me ligou para agradecer, pois o pai dela, que está doente e sem comer nada, adorou minha comida e voltou a se alimentar”, orgulha-se. “Isso me deixa muito feliz, pois cozinho com amor.”
 
Diante do sucesso das marmitas, Janete já planeja expandir os negócios. Mudar-se para uma casa com uma cozinha maior e, quem sabe, iniciar uma faculdade de gastronomia. “Nunca tinha pensado em essa ser minha profissão, mas tem sido muito prazeroso transformar algo que faço com tanto prazer em trabalho.”

Serviço

Marmitas da Janete
WhatsApp: 98108-5919
Instagram: @eu_gastro
E-mail: eu_gastro@gmail.com

Filé-mignon ao molho de mostarda e arroz integral com vegetais

(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)

O filé
Ingredientes
  • 720g de filé-mignon
  • Sal a gosto
  • Pimenta preta a gosto
  • Azeite de oliva
  • 100g de manteiga
  • 2 dentes de alho amassados
  • ½ cebola ralada
  • 30g de mostarda dijon
  • 1/3 de xícara de creme de leite fresco

Modo de fazer
  • Divida a peça de filé em medalhões com aproximadamente três dedos de altura e tempere com sal e pimenta preta.
  • Em uma panela de fundo grosso, em fogo médio, aqueça um fio de azeite e derreta a manteiga. Passe os filés, um por vez, para não cozinhar, mas, sim, grelhar. Sele cada lado do filé por 3 minutos sem mexer na carne. Depois, sele as laterais por alguns segundos até dourar. Ao virar os filés, adicione mais uma colher de sopa de manteiga e regue os medalhões.
  • Retire as peças de carne e reserve em um refratário coberto com papel-alumínio.
  • Na mesma panela, adicione uma colher de manteiga, a cebola ralada e o alho amassado. Refogue e adicione a mostarda e o creme de leite. Volte ao fogo médio e deixe o molho reduzir até encorpar. Volte os filés para a panela e deixe cozinhar por mais um minuto. Sirva com o arroz.

O arroz integral com vegetais
  • Ingredientes
  • 1 copo de arroz integral
  • Azeite
  • 5 dentes de alho
  • ½ cebola ralada
  • Brócolis
  • Cenoura
  • Ervilha verde fresca
  • Cheiro verde
  • Sal a gosto

Modo de preparar
  • Em uma panela, coloque o azeite, o alho amassado e a cebola. Frite bem e adicione o arroz. Refogue. Acrescente quatro copos de água quente. Após a água secar, veja se é necessário acrescentar mais água.
  • Cozinhe o brócolis e a cenoura em água fervente por três minutos. Coloque os vegetais em água com gelo para dar um choque térmico. Isso ajuda a manter a cor e a textura dos vegetais.
  • Pique uma parte do brócolis e da cenoura e coloque em uma panela com uma colher de sopa de manteiga. Acrescente o arroz cozido e a ervilha, misture tudo. Adicione o cheiro verde picado e sirva com o filé.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade