Publicidade

Correio Braziliense FITNESS & NUTRIÇÃO

AcroFit atrai brasilienses que querem criar corpos tonificados e flexíveis

Treinos praticados em dupla ensinam a lidar com o outro e estimulam o aumento da força de forma lúdica


postado em 01/04/2018 07:00 / atualizado em 29/03/2018 18:14

Treino equilibrado e progressivo para corpo, mente e espírito, o  acroFit já é sucesso em Brasília. O exercício físico foi criado nos Estados Unidos pelo cofundador da acroyoga Jason Nemer. Especialista em ioga e professora de acroFit pela escola Acroyoga International, Gabriela Dal explica que a atividade é desenvolvida para criar corpos tonificados, coordenados, flexíveis e fortes de uma maneira inteligente, segura e divertida. Os exercícios trabalham a acrobacia e são praticados em dupla.

Rafaela já faz crossfit e natação e aderiu ao acroFit: %u201CÉ um exercício físico de gente feliz. A alegria de um é a de todos%u201D(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Rafaela já faz crossfit e natação e aderiu ao acroFit: %u201CÉ um exercício físico de gente feliz. A alegria de um é a de todos%u201D (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
A consultora política Rafaela Ribeiro Tavares, 35 anos, já praticava crossfit e natação e aderiu ao acroFit “por ser um exercício físico de gente feliz”. Para ela, é prazeroso e há outros ganhos. “Além dos benefícios para a saúde física e mental, aumentei muito minha flexibilidade, consciência corporal e força.”

Assim que começou, em outubro do ano passado, Rafaela sentiu diferença nos exercícios que fazia nas outras modalidades que pratica. “Consigo executar a maioria dos exercícios. Os que ainda não consigo, sempre fazemos adaptações para melhorar e vencer os obstáculos aos poucos.” Ela dá o exemplo das paradas de mão e dos exercícios de equilíbrio, mais complexos. “Quando eu ou meus amigos conseguimos executar algum movimento, a felicidade é indescritível. Estamos em constante evolução. A alegria de um é de todos.”

As aulas são dinâmicas e o trabalho em dupla ou até mesmo em equipe, segundo Rafaela, agrega não só no acroFit, mas também na vida. “É um exercício inclusivo e adaptativo, que busca a conexão entre o corpo, a mente e as outras pessoas do grupo. Isso é importante, porque o mundo está cada vez mais virtual, ou seja, é um ponto de encontro com o próximo. Quando você se abre para trabalhar em dupla, trocar energia, o resultado é uma atividade física intensa e garantia de boas risadas. Isso fortalece a conexão humana”, diz Rafaela.

“Celebrar as performances realizadas é um prazer e uma obrigação nas aulas”, explica a professora de acroyoga e acroFit pela escola Acroyoga International Júlia Giesbrecht Castello Branco. Ela ressalta benefícios como o desenvolvimento de força, tônus muscular, flexibilidade, equilíbrio, socialização, consciência corporal, confiança em si e no outro. “Mas é imprescindível se atentar à execução correta dos movimentos para não se lesionar, ter autocontrole e dominar as emoções. É importante se concentrar na hora da explicação”, orienta.

Peso do corpo

Os alunos executam os exercícios com o peso do próprio corpo. “Aplica-se de maneira inteligente e efetiva, para o desenvolvimento de força, flexibilidade e equilíbrio. Portanto, os exercícios são realizados sempre em duplas ou grupos. Por isso, o mínimo são dois alunos por aula, e o máximo varia pelo número de professores, porque eles sempre guiam o grupo quanto à união e à forma ideal para o desenvolvimento pessoal de cada um. O tamanho do espaço também influencia”, explica Júlia.

Luiz Henrique pratica há sete meses: %u201CHá uma entrega, uma confiança e um cuidado para ninguém sair machucado%u201D(foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
Luiz Henrique pratica há sete meses: %u201CHá uma entrega, uma confiança e um cuidado para ninguém sair machucado%u201D (foto: Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press)
O autônomo Luiz Henrique Schaefer, 25 anos, pratica há sete meses o acroFit e já percebe mudanças positivas no corpo, como o aumento de flexibilidade, a aquisição de consciência corporal, a evolução na força, a melhora na respiração e na concentração. A escalada e a corrida de montanha também estão na sua rotina de atividade física.

Para Luiz Henrique, o acroFit é abrangente e nem um pouco monótono. “As aulas e os exercícios são divertidos. Eles estimulam o cérebro. Apesar da complexidade de alguns movimentos, nada como a persistência e a concentração para motivar a execução e o êxito. No final, sempre dá certo. Gosto disso, é dinâmico e versátil.”

A parte do trabalho em dupla é a mais intensa e prazerosa de todas, para o aluno. “Você aprende a lidar com o outro. A demanda energética é depositada naquele espaço. Há uma entrega, uma confiança e um cuidado para ninguém sair machucado. Além de diversão e parceria para que ocorra tudo bem”, reconhece.

AcroFit é para todos os corpos e todas as idades. A professora Gabriela Dal explica que a metodologia é progressiva e adaptável. Todos os exercícios apresentam variações específicas para cada nível. Simultaneamente ao condicionamento físico, os movimentos desenvolvem a consciência corporal, o que permite uma integração mais profunda e rápida entre o corpo e a mente.

“Criamos as condições ideais para uma boa comunicação entre o grupo e nos apoiamos fortemente. Essa união é poderosa e, brincando, todos se empoderam e se surpreendem com suas capacidades corporais. É muito comum, durante as explicações, ouvirmos ‘eu nunca vou conseguir fazer isso’ e, após a execução, muitas risadas, pulos e vontade de registrar os momentos com fotos”, conta Gabriela.

Soma de vantagens

Veja a diferença entre o acroFit e a acroyoga e o que eles podem trazer de bom para você.
  • A acroyoga integra ioga, acrobacia e massagem thai em uma prática de muita entrega, confiança, fala clara, escuta atenta, cuidado e consciência. É uma prática lúdica e muito divertida.
  • A acroyoga é sempre trabalhada em trio: voador, base e cuidador.
  • O acroFit é uma prática que prepara o corpo para as acrobacias e os movimentos da acroyoga, deixando-o mais forte e tonificado. É mais dinâmico e pontual. É uma malhação mesmo!
  • AcroFit e acroyoga são para todos os corpos e todas as idades. A metodologia é bem progressiva e todos os exercícios apresentam variações específicas para cada nível.
Fonte: Gabriela Dal, professora de acroFit, acroyoga e ioga
 

* Estagiária sob supervisão de Valéria de Velasco, especial para o Correio 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade