Publicidade

Correio Braziliense BICHOS

Brasília possui locais gratuitos para passear com os pets

Espaços amplos, muito verde e muita energia para gastar. Confira os locais aonde você pode levar seu pet para passear


postado em 22/04/2018 07:00 / atualizado em 23/04/2018 11:57

Quem tem um cãozinho em casa sabe muito bem o poder que a palavra “passear” tem. Sair um pouco para brincar, pular e correr ao ar livre é um dos programas favoritos de muitos cachorros.

É só abrir a porta que eles já vêm abanando o rabinho todos contentes. Seja nos parques, seja nas praças, seja à beira do lago, os bichos gostam mesmo é de passear pelos espaços da cidade.

Alguns locais até ganharam espaços especiais para os cães. O Parque da Cidade, por exemplo, destinou uma área de aproximadamente 1,5 mil metros quadrados para os cachorros brincarem à vontade. O Parcão, nome dado ao local, é cercado e possui brinquedos para os bichos.

Amora gosta de brincar no Parque da Cidade com sua bolinha preferida(foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press)
Amora gosta de brincar no Parque da Cidade com sua bolinha preferida (foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press)
Mas Amora, a american bully da funcionária pública Larissa Galvão, de 33 anos, nem liga muito para os brinquedos, o que ela quer mesmo é correr atrás de sua bolinha. É no fim de tarde que ela brinca incansavelmente com sua dona, que joga o objeto com todo carinho e segurança. “Aqui é bom porque é cercado e vem diversos cachorros, o que acaba sendo um ponto de encontro”, comenta.

Larissa ainda afirma que, por ser um local destinado somente aos animais, a Amora pode brincar livre de coleiras. “Para a raça dela, é mais complicado. Levo para os parques sempre na coleira, só solto em espaços realmente destinados a cachorros”, destaca.

A funcionária pública só lamenta a falta de manutenção do local e conta que, devido à quantidade de terra no espaço, só traz a cadela ao Parcão em dia de banho. Além do Parque da Cidade, Larissa costuma levar a Amora para brincar na quadra 504 do Sudoeste e no Parque Bosque do Sudoeste.

Aproveitando o lago

Cloe curte
Cloe curte "natação" no Paranoá (foto: Arquivo Pessoal)
Uma das principais atrações de Brasília sem dúvida é o Lago Paranoá, inclusive para os cachorros.  A militar Thayná Barbosa, de 28 anos, que o diga. Cloe, a spitz alemã dela, ama aproveitar as águas da capital. “Ela é apaixonada pela brincadeira de buscar a bolinha. Jogo na água e ela vai nadando até pegar e depois traz de volta. Sempre que dá, e o tempo ajuda, levo os meus cachorros ao lago para passarmos a manhã”, conta.

Além de Cloe, Thayná tem mais dois bichinhos: a Mel, uma shih tzu, e o Noah, um spitz alemão. Para aproveitar as águas do Paranoá, a militar frequenta os parques que ficam na orla e que permitem a entrada de cães, como o Parque Asa Delta, no Lago Sul, e o Parque das Garças, no Lago Norte. “São locais ao ar livre, sossegados, onde os cães podem aproveitar ao máximo e eu também”, ressalta.

Os cachorros de Thayná não estão sozinhos nessa. Brincar no lago também é a paixão da Malu, a golden da advogada Caroline Freitas, 36. Por isso, o Parque Asa Delta se tornou destino certo da advogada e da cadela. “Ela ama entrar na água. É um espaço bem bacana, pois é perto do lago e não tem risco de o cachorro correr para a rua. Tem muita gente que vem com os cães no fim de semana”, afirma.

Caroline Freitas e a Golden Malu no Parque Asa Delta: momento de descontração (foto: Ana Carneiro/Esp. CB/D.A Press)
Caroline Freitas e a Golden Malu no Parque Asa Delta: momento de descontração (foto: Ana Carneiro/Esp. CB/D.A Press)
Caroline conta que visita o parque com frequência e, ao menos a cada 15 dias, faz um passeio divertido com os cães. “Brasília tem muita opção. A revitalização da orla do lago ajudou muito. A gente traz bolinha e faz piquenique. Eles curtem muito”.

Ainda ao redor do lago, o Pontão, no Lago Sul, e o Calçadão da Asa Norte, na L4, são outras opções de passeio.

Praças e campos

Além dos parques, algumas praças e campos também são boas opções. A Praça dos Cristais é uma delas. Enquanto, para as noivas e debutantes, o espaço é um ótimo cenário fotográfico, para os cães ele é perfeito para brincar e correr.

Vitória Régia Costa e seus cachorros na Praça dos Cristais: terapia para todos(foto: Arquivo Pessoal)
Vitória Régia Costa e seus cachorros na Praça dos Cristais: terapia para todos (foto: Arquivo Pessoal)
A praça é um dos lugares favoritos da Vitória Régia Costa, 40. Ela tem uma yorkshire e dois goldens. Vitória mora em apartamento e sempre que possível sai com os bichinhos para passear. “Eles gostam bastante. Eu não posso fazer qualquer movimento que eles já ficam completamente doidos para sair. Na Praça dos Cristais, não tem trânsito, é um local tranquilo e bonito, com espaço para correr sem muito perigo”, garante.

A praça fica no Setor Militar Urbano, tem um amplo gramado, espelho d’água, além de um lindo visual. Outro cantinho que também tem sido uma opção para os cachorros é o Campinho da Octogonal, um espaço grande e tranquilo na quadra 2 da cidade.

Amigos dos cães

Vai às compras e não quer deixar seu companheiro canino em casa? Confira alguns shoppings que permitem a entrada de cães.
 

Pátio Brasil
  • Permitida a entrada de cachorros de pequeno porte no colo, exceto na praça de alimentação

Conjunto Nacional
  • Pequeno e médio portes no colo ou na coleira. Animais de grande porte devem estar com focinheira. Não é permitido cães na praça de alimentação. Entrada nas lojas, mediante autorização dos lojistas

Brasília Shopping
  • Permitida a entrada de cachorro no colo ou no carrinho. Não é permitido na praça de alimentação

Iguatemi
  • Pequeno porte, de segunda a sexta, na coleira e, nos finais de semana, somente no colo

Terraço Shopping
  • Pequeno porte no colo. Proibida a entrada na praça de alimentação

 

MapaDog 

  • Procurando locais pet-friendly? Esse aplicativo de Brasília pode ajudar. Na ferramenta, é possível localizar e indicar locais, como restaurantes, hotéis, lojas e parques, em que a entrada de cães é liberada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade