Publicidade

Correio Braziliense SAÚDE

Saibam os sintomas e os cuidados da Síndrome do Intestino Irritável

O que para muitos parece uma simples dor de barriga, quando recorrente, pode significar Síndrome do Intestino Irritável


postado em 24/06/2018 07:00 / atualizado em 21/06/2018 17:21

Cólicas intermitentes, gases que provocam distensão do abdômen, crises alternadas de prisão de ventre e diarreia. Apesar de normais em determinados períodos da vida ou após a ingestão de alguns alimentos, é preciso estar atento quando tais sintomas começam a afetar, de forma frequente, a qualidade de vida. Em alguns casos, o diagnóstico do que seria uma simples dor de barriga vem acompanhado da notícia de uma Síndrome do Intestino Irritável (SII).

O problema, de acordo com a Federação Brasileira de Gastroenterologia, atinge de 10% a 20% da população adulta e é predominante em mulheres. “Algumas reações são comuns quando não nos alimentamos adequadamente ou exageramos na comida. Mas também podem estar relacionadas a essa doença ainda sem causa conhecida”, explica Márcio Fontes, gastroenterologista do Hospital Santa Luzia.

Segundo ele, a patologia é um distúrbio funcional do intestino, de natureza benigna. Apesar disso, a qualidade de vida do paciente pode ser comprometida em razão de dores ou restrições alimentares. “A síndrome é uma doença crônica e pode exigir tratamento por toda a vida. Ainda assim, na maioria das vezes, lidamos com algo controlado, que permite que os pacientes fiquem anos sem recidiva dos sintomas”, afirma.

No passado, a SII recebia o nome de Colite Nervosa, pois era intensamente associada a situações estressantes. Mas profissionais garantem que o psicológico não é a causa, mas, sim, um gatilho da síndrome. “Trata-se de uma doença funcional do aparelho digestivo, ou seja, não existe uma causa orgânica ou lesão anatômica, mas, sim, um distúrbio fisiopatológico distinto, responsável pelos sintomas”, explica o especialista.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade