Publicidade

Correio Braziliense ENCONTRO COM O CHEF

A descoberta da vocação pela cozinha

Jovem cozinheiro deixou a advocacia para se dedicar à culinária e honrar a tradição mineira, com bolos caseiros e cheios de sabor


postado em 05/08/2018 08:00 / atualizado em 03/08/2018 15:34

(foto: Raimundo Sampaio/Divulgação)
(foto: Raimundo Sampaio/Divulgação)
Quando criança, uma das coisas que Rafael Rodrigues Silveira mais gostava de fazer era comer, principalmente chocolate. Como típico mineiro, ele cresceu em uma casa de mesa farta e cheia de sabores. Aos 9 anos, diante da insistência, aprendeu com a mãe a fazer o primeiro prato: arroz. “Em pouco tempo, já estava cozinhando outras coisas. Hoje, sei fazer de tudo”, garante.

Por volta dos 10 anos, a madrinha, que morava em Brasília, visitou a família de Rafael, em Patos de Minas, e o convidou para, juntos, fazerem um bolo de chocolate. “Ela tinha conseguido a receita com uma amiga e me ensinou. Ficou delicioso.” Desde esse dia, o jovem não parou mais de preparar aquele bolo, que virou uma espécie de marca registrada dele.

Em 2013, Rafael se formou em direito e, no ano seguinte, veio para Brasília fazer uma pós-graduação. Ficou dividido entre a capital e Patos de Minas, cidades onde passou a atuar como advogado. Ao mesmo tempo em que pegava algumas causas, estudava para concurso público. “Mas a minha paixão mesmo sempre foi cozinhar.”

Até que, em dezembro do ano passado, recebeu um convite do irmão, André, e da cunhada, Érica. Moradores de Brasília, eles planejavam abrir um negócio e Rafael seria peça fundamental na empreitada. Queriam montar um espaço para vender bolos caseiros, preparados de forma artesanal. E ninguém melhor do que o advogado para ficar à frente das batedeiras.

Convite aceito, testes feitos daqui e dali, em alguns meses, Rafael estava com o cardápio concluído. E, além dos bolos caseiros, lá estava, claro, a “torta do Rafa”, que, depois de algumas modificações desde o seu primeiro preparo, ainda na infância, tinha ganhado novos ingredientes. “Misturei alguns tipos de chocolate, fiz alguns experimentos, até chegar ao sabor que queria.”

Mas, antes de abrir as portas da Boleria Mineira, na Asa Norte, Rafael fez o teste final: começou a vender nas ruas de Patos de Minas a “torta do Rafa”. O sucesso foi imediato. Era o aval de que precisavam para seguir em frente. Em 21 de julho, os irmãos inauguravam a loja.

Com gosto caseiro

O grande desafio — e portanto, o diferencial — dos sócios era manter o sabor caseiro dos bolos. Para tanto, eles optaram por investir em batedeiras amadoras, e não industriais. “Em cada batedeira, só consigo preparar dois bolos por vez, e não aquela quantidade imensa de massa. Isso faz a diferença no resultado final”, garante Rafael.

Um fato que tem deixado o jovem espantando nesses poucos dias de loja aberta é uma pergunta recorrente dos clientes. “Eles chegam aqui e querem saber se a cenoura ou a maçã ou a laranja usadas no bolo são de verdade? E o que seria? Alguma fórmula mágica? O nosso bolo de cenoura leva 250g de cenoura fresca; o de laranja, o suco de duas laranjas; o de maçã, duas maçãs”, exemplifica.

A maioria das receitas da Boleria Mineira vem de família, como a do bolo de fubá com queijo. “Junto com o de chocolate com nozes e o de maçã com canela, esse é o bolo que mais sai na casa”, diz Rafael. Sem falar, claro, na “torta do Rafa”, que é vendida em formas individuais. “Mas também fazemos sob encomenda em tamanho grande, com 2,1kg”, avisa. Para os leitores da Revista, o rapaz de 27 anos compartilha a receita do bolo de laranja. Com um cafezinho, vai muito bem.

(foto: Raimundo Sampaio/Divulgação)
(foto: Raimundo Sampaio/Divulgação)
Bolo de laranja
 
Ingredientes
4 ovos
250g de açúcar
180ml de óleo
Suco de 2 laranjas
Raspas da casca de 2 laranjas
'240g de farinha de trigo
15g de fermento em pó

Modo de preparar
Coloque os ovos e o açúcar na batedeira e bata por cerca de 2 minutos em velocidade média. Acrescente os demais ingredientes, exceto o fermento, e bata por mais 1 minuto em velocidade média. Por fim, acrescente o fermento e bata por mais 1 minuto em velocidade baixa.
Coloque a massa em uma forma de 22cm de diâmetro (com buraco no meio) e asse por cerca de 35 a 40 minutos em forno preaquecido a 180ºC.
 
Serviço
Boleria Mineira
SQN 111, Bloco A, Loja 47
Telefone: 3202-0111
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade