Publicidade

Correio Braziliense BELEZA

Alongamento de cílios: conheça técnicas disponíveis

Uma boa opção para quem não gosta de rímel ,mas não abre mão de um olhar marcante


postado em 23/09/2018 08:00


(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
 
Quem é que não sonha com cílios de boneca? Aqueles fios longos, curvados, que a qualquer piscadinha conquistam quem estiver ao redor. Em busca desse efeito, muita mulher se aventura em todos os tipos de rímel e pincel. Desde os que prometem um visual com mais volume, comprimento e curvatura, até os que oferecem todas as opções em um único produto.

Nem todas, porém, querem se render ao encanto da máscara de cílios. Há quem não goste do produto, que pode borrar e, se mal aplicado, deixa o olhar carregado. Para quem prefere fugir do rímel, mas quer aquele olhar de princesa, um dos principais aliados é o alongamento de cílios.

A técnica chegou ao Brasil há cerca de quatro anos e ainda pode ser considerada uma novidade. Segundo a extensionista de cílios Bruna Soares, existem três tipos de alongamento: o fio a fio, que consiste em colar fios sintéticos em cada um dos naturais; o volume russo, no qual cada fio de cílio natural recebe de dois a três sintéticos; e o tufo ou 3D, no qual são colado tufos prontos em cada cílio, garantindo mais volume.

Bruna acrescenta que, em todas as técnicas, é possível escolher os tamanhos. No caso do fio a fio, ainda dá para escolher a espessura e a curvatura. A principal vantagem, nesse caso, segundo ela, é a naturalidade do visual. Além disso, quando os fios de extensão caem, não é tão perceptível visualmente.

A estilista de cílios Sury Wonder denomina as versões fio a fio como uma técnica natural e as de volume russo ou tufos, como de efeito dramático. Ela garante que as que aparentam naturalidade são as preferidas entre as brasilienses, que optam pela versão clássica. “A maioria das mulheres que eu atendo curte um visual linda de nascença”, brinca.

Efeito


A desvantagem que as clientes costumam relatar é que, na hora de fazer uma make pesada, os cílios marcados fazem falta — o que não ocorre nas técnicas de efeito dramático. No entanto, há versões intermediárias, como a soft volume russo, que é delicada, mas, ainda assim, acrescenta volume. As ousadas costumam apostar no volume russo.

A professora Fernanda das Neves, 29 anos, é fã do volume clássico e conta que começou a fazer alongamento de cílios em busca de um efeito curvado. Há cerca de dois anos, conheceu o alongamento pelas redes sociais de uma amiga. “Eu vi e achei lindo. Apesar de os meus cílios serem grandes, eles são clarinhos e pouco curvados. Queria mais marcantes.”

Para Fernanda, que nunca gostou de usar máscara de cílios, o alongamento só trouxe vantagens. “Odiava ficar de rímel, não podia passar a mão nos olhos, não podia nem jogar uma água no rosto sem ficar borrada. Hoje, eu acordo com olhos de princesa e posso fazer o que quiser.” Ela garante que a rotina de beleza não mudou muito, apenas se tornou mais prática, pois, agora, passa toda a make e economiza o tempo que perdia aplicando rímel.

Sury acrescenta que, uma vez feita a extensão, é importante não se descuidar das manutenções. Após certo tempo, os cílios naturais crescem e as extensões começam a cair. Elas devem ser feitas de 15 a 18 ou de 22 a 25 dias, a depender da técnica usada. A aplicação também varia de acordo com o procedimento escolhido e pode durar de uma hora e meia a duas horas.
Adepta da técnica fio a fio, a professora Fernanda das Neves não abre mão do alongamento dos cílios: %u201CAcordo com olhos de princesa%u201D (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Adepta da técnica fio a fio, a professora Fernanda das Neves não abre mão do alongamento dos cílios: %u201CAcordo com olhos de princesa%u201D (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)

Mitos e verdades


Os fios naturais caem após o alongamento?
A estilista de cílios Sury Wonder garante que a afirmativa é falsa se o procedimento for realizado de forma correta. Segundo a especialista, a quebra e o possível dano aos fios originais ocorrem por atrito, excesso de cola, remoção manual dos apliques ou procedimentos inadequados e feitos de forma indevida.
A extensionista de cílios Bruna Soares acrescenta que é necessário respeitar as particularidades de cada cliente para evitar a queda. “No volume russo, colamos de dois a três fios sintéticos em um natural. Se colar os de espessura grossa, o fio natural não resiste e pode cair. É preciso colar os fios mais finos. É importante respeitar o peso máximo que o fio natural pode sustentar”, explica.
As especialistas ressaltam ainda o cuidado com a qualidade e o prazo de validade da cola aplicada.

É proibido usar rímel?
O rímel não é proibido. No entanto, ele dificulta a higiene dos cílios, mesmo quando não é à prova d’água, pois não sai com muita facilidade. Na hora de limpar, a maioria das pessoas acaba recorrendo ao demaquilante, que reduz a vida útil dos apliques, fazendo com que eles caiam antes da hora.
Outro problema é o algodão. Sury explica que as fibras podem ficar presas entre os fios e, na hora de puxar os fiapos, os artificiais e os naturais podem vir junto. Por isso, mesmo não sendo proibida, a máscara de cílios não é recomendada para quem tem alongamento.

Como deve ser feita a higienização das extensões?
A limpeza deve ser feita de duas a três vezes por semana, com o auxílio de um pincel de esfumar macio e de xampus bactericidas e de pH neutro — podem ser os próprios para bebês, por exemplo, ou com água micelar.
No caso do xampu, não se deve aplicar diretamente nos olhos. É necessário fazer, primeiro, uma espuma e ir passando nos cílios com movimentos circulares. Depois, enxagua-se bem e com água fria sempre. Na hora de secar, guardanapos, lenços de papel ou papel higiênico são os instrumentos adequados. A toalha deve ser evitada por causa das fibras, assim como o algodão.
Demaquilantes não devem ser usados nunca. Sury ainda dá uma dica específica para as brasilienses: “Deixar os cílios semiúmidos é muito bom, por conta do clima seco de Brasília. Usar água termal depois da higiene traz mais benefícios ainda”, completa.

Quais são os principais cuidados antes e depois da aplicação?
Não usar maquiagem nos olhos ou rímel 12 horas antes da aplicação. Não molhar os cílios, não fazer atividade física, não tomar sol ou fazer qualquer coisa que provoque lágrimas ou transpiração nas primeiras 24 horas após o procedimento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade