Publicidade

Correio Braziliense MODA

Osklen argumenta preocupação ambiental com os oceanos em desfile no SPFW

A marca foi a primeira a se apresentar no segundo dia do evento, com ativismo e naturalidade


postado em 22/10/2018 17:43 / atualizado em 25/10/2018 11:10

Osklen apresentou sua coleção de verão 2019 nesta segunda-feira (22/10)(foto: Agência Fotosite)
Osklen apresentou sua coleção de verão 2019 nesta segunda-feira (22/10) (foto: Agência Fotosite)

 

São Paulo — "Um manifesto em prol dos Oceanos, sob uma forma conceitual, estilística e concreta." Assim definiu a Osklen, em desfile nesta segunda-feira (22/10), segundo dia da 46ª edição do São Paulo Fashion Week.


Em continuidade ao movimento ASAP (as soon as possible, o mais breve possível, em tradução literal), a marca chama a urgência de adoção de um estilo de vida alinhado a práticas socioambientais. 

A coleção de verão 2019, Oceans, reafirma esse propósito e lança um manifesto em defesa dos mares e oceanos. O tema surge nesta temporada traduzido na fusão do universo náutico com os uniformes de mergulho e a poesia do personagem do pescador. 

Linhos crus e tricô manual de corda náutica caracterizaram a naturalidade das produções. Se a inspiração foram os oceanos, a cartela de cor não se manteve óbvia apenas com os azuis: o ouro, o coral e o preto foram cores contrastantes. 
 
Ver galeria . 9 Fotos Desfile da Osklen ressalta preocupação ambiental com os oceanosAgência Fotosite
Desfile da Osklen ressalta preocupação ambiental com os oceanos (foto: Agência Fotosite )
 

Ativismo 

O envolvimento com essa temática da Osklen e do Instituto-E sempre esteve presente na história da marca. Oskar Metsavaht, diretor criativo da Osklen, presidente do Instituto-E e embaixador da UNESCO para a cultura da paz e da sustentabilidade, integrou, em 2017, a delegação do Ministério do Meio Ambiente para a Conferência da ONU sobre os Oceanos e atua como defensor da expansão das áreas marítimas protegidas. 

A economia circular e o uso de matérias-primas mais conscientes e sustentáveis seguem um compromisso assumido pioneiramente pela Osklen há 20 anos, quando trabalhou pela primeira vez com algodão orgânico. No último ano, para produção da linha de malha PET, a Osklen poupou 119 milhões de litros de água, reduziu em 70% o consumo de energia elétrica e atingiu o recorde de 272 mil garrafas plásticas reutilizadas que acabariam em lixões das cidades ou nas águas do oceano. 

Desde 2009, a marca e o Instituto-E são co-adotantes de canteiros de vegetação de restinga, que preservam o ambiente praiano banhado pelo mar. Só nas praias cariocas foram replantadas mais de 41.620 mudas em mais de 11.000 m2, ação que ajuda na recuperação desse ecossistema. 

* Estagiária sob supervisão de Anderson Costolli

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade