Publicidade

Correio Braziliense MODA

O flúor é a nova febre fashion. Aprenda como usá-lo

Com a vibe anos 1980, o neon invade as passarelas e ganha as ruas. Para quem não tem medo de ousar


postado em 13/12/2018 14:10 / atualizado em 13/12/2018 15:09

Sabrina Sato abusou dos tons fluorescentes para manter a personalidade nas produções fashion durante a gravidez. Os vestidos verde e laranja são de autoria do designer brasileiro Vitor Zerbinato e o pink é da marca Cholet. O styling foi assinado por Pedro Sales(foto: Instagram/Reprodução)
Sabrina Sato abusou dos tons fluorescentes para manter a personalidade nas produções fashion durante a gravidez. Os vestidos verde e laranja são de autoria do designer brasileiro Vitor Zerbinato e o pink é da marca Cholet. O styling foi assinado por Pedro Sales (foto: Instagram/Reprodução)
Se for para elencar as tendências do próximo verão em uma lista, sem dúvidas o neon estaria em segundo lugar. Logo atrás do linho, a febre fluorescente chegou para invadir o armário de quem gosta de ousar e de aparecer – afinal, a discrição não se encaixa muito por aqui.

Contudo, conhecer o seu estilo é fundamental para aderir ou não à tendência. A consultora de imagem e estilo Fabiana Gotti ensina: “As cores são elementos de design que possuem grande impacto visual, por isso predominam sobre quaisquer outros elementos. Saber se a pessoa vai se sentir confortável com cores vibrantes já é um bom começo”.

A empresária e personalidade americana Kylie Jenner não teve receio de se destacar e aderiu ao neon em look monocromático(foto: Instagram/Reprodução)
A empresária e personalidade americana Kylie Jenner não teve receio de se destacar e aderiu ao neon em look monocromático (foto: Instagram/Reprodução)
A consultora de imagem e especialista em coloração pessoal Rosa Guimarães defende que o desejo de imagem do cliente é sempre o mais importante na hora de incluir ou não algumas tendências no guarda-roupa. “Só use se fizer sentido para você”, sentencia. Ela observa que, com as redes sociais, as pessoas sentem a necessidade de usar uma peça de que, às vezes, não gostam. O que motiva a aquisição é a busca por uma sensação de pertencimento.

Como o neon fala por si só, combinar outras peças coloridas ao look vibrante pode ser desafiador, mas Fabiana afirma que o color blocking é uma ótima opção para uma produção forte e destemida. “Cores análogas ou complementares trazem harmonia para o visual. Caso não seja uma pessoa muito criativa e ousada, os tons neutros são uma ótima opção para equilibrar o look”, ensina a consultora.

Prada foi a marca que puxou a fila do neon nas tendências do próximo ano. Em seu último desfile em Milão, o tom vibrante foi repaginado em tie-dye com aplicações tridimensionais(foto: Prada/Divulgação)
Prada foi a marca que puxou a fila do neon nas tendências do próximo ano. Em seu último desfile em Milão, o tom vibrante foi repaginado em tie-dye com aplicações tridimensionais (foto: Prada/Divulgação)
Rosa destaca que a trend vem direto dos anos 1980. É um legado da intensa e divertida era disco. “Em 2009, ela fez um pequeno retorno, mas, desta vez, parece ter ganhado mais força”, comenta. Ela também ressalta que a onda flúor se justifica pelo contexto social. “Tem tudo a ver com a vibração do momento criativo que estamos vivendo. Percebo que as pessoas estão sentindo a necessidade de usar mais cor.” A especialista acrescenta que, de acordo com calendário da Pantone, o verão de 2019 vai ser o mais colorido da história.

Como usar

Os tons fluorescentes nem sempre são bem-vindos em todas as ocasiões. De acordo com as consultoras, são necessários equilíbrio e adequação. “O neon remete à alegria, à jovialidade e a um certo dinamismo. Por essa razão, deve ser usado em locais menos formais”, sugere Fabiana.

A atriz Blake Lively também usou uma produção monocromática para um evento de lançamento do filme Um Pequeno Favor, em agosto. Porém, apostou em um visual mais formal. As peças são da marca italiana Versace(foto: Instagram/Reprodução)
A atriz Blake Lively também usou uma produção monocromática para um evento de lançamento do filme Um Pequeno Favor, em agosto. Porém, apostou em um visual mais formal. As peças são da marca italiana Versace (foto: Instagram/Reprodução)
Tons de pele também devem ser levados em conta antes de aderir à tendência. Por causa da energia do flúor, a consultora explica que peles de coloração mais intensa são mais receptivas ao neon. É preciso, porém, fazer uma análise de cada uma, a chamada coloração pessoal. Não dá para generalizar se vai bem em morenas, negras ou brancas, por exemplo.

“Durante a coloração pessoal,  percebemos que alguns pigmentos estão mais presentes em determinados indivíduos que em outros. Por exemplo, peles com tons mais quentes têm a presença de caroteno (pigmento amarelado) e as com tons mais frios contam com mais hemoglobina (pigmento mais azulado). Logo, tons neons próximos ao rosto são indicados para quem tem uma característica de intensidade na pele. Ou seja, pessoas com um alto contraste entre pele e cabelo. Mas, se não sabemos qual é nosso contraste ou característica principal, podemos abusar do neon em peças distantes do rosto, como em roupas ou em acessórios”, detalha Fabiana.
 
O verão de 2019 de Prabal Gurung destacou o neon no streetwear, traduzindo a união entre a tendência e o utilitarismo(foto: Prabal Gurung/Divulgação)
O verão de 2019 de Prabal Gurung destacou o neon no streetwear, traduzindo a união entre a tendência e o utilitarismo (foto: Prabal Gurung/Divulgação)
Apesar da indiscutível presença das cores fluorescentes nas redes sociais e nas coleções mais recentes de muitas marcas, Rosa Guimarães não enxerga o neon como algo duradouro. “Acho que essa febre é momentânea e vai aparecer muito no verão, quando as pessoas estão de férias, ficam mais livres de códigos de vestimenta e criativas”, avalia. O conselho de Rosa para quem não vai resistir à tendência é apostar nos acessórios, que são versáteis e trazem um ponto de neon ao look. Para quem insistir em comprar roupas, ela indica marcas de fast fashion para que o investimento não seja tão alto.

 
Confira alguns itens que podem dar o tom fluorescente ao seu armário:
 
 
Ver galeria . 15 Fotos Tênis NMD R1 PK, da Adidas Originals (R$ 899,99)Adidas Originals/Divulgação
Tênis NMD R1 PK, da Adidas Originals (R$ 899,99) (foto: Adidas Originals/Divulgação )
 
 
 

*Estagiária sob supervisão de Sibele Negromonte

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade