Publicidade

Correio Braziliense

Energia renovada: como preparar a casa para 2019

Pequenas mudanças e uma limpeza geral no lar são boas maneiras de começar bem o ano-novo


postado em 30/12/2018 08:00 / atualizado em 27/12/2018 17:13


O uso de plantas nos ambientes fechados é uma ótima maneira de aproximar a natureza do cotidiano (foto: Priscilla Bencke/Divulgação)
O uso de plantas nos ambientes fechados é uma ótima maneira de aproximar a natureza do cotidiano (foto: Priscilla Bencke/Divulgação)
 
Nada melhor que renovar as energias para o ano-novo com mudanças na casa. Pequenas alterações podem fazer uma grande diferença no dia a dia, e deixar a rotina mais leve. Alterações nas cores, na disposição dos móveis ou, até mesmo, na maneira de se organizar são capazes de transformar o ambiente onde passamos a maior parte do tempo.

Para a arquiteta Priscilla Bencke, especialista em neuroarquitetura, ramo que estuda as relações entre a arquitetura e a neurociência, os ambientes influenciam a maneira como vivemos e nos sentimos. “Muitas vezes, não percebemos as influências do meio externo, pois muitas delas entram em nosso cérebro de forma inconsciente. Somos seres sensoriais e temos receptores no corpo que interpretam as informações externas e enviam para o cérebro, gerando emoção,” explica.

Priscilla ressalta que é importante conectar a natureza com a casa, principalmente na época de fim de ano. “Temos o privilégio de, no Brasil, o fim de ano ser uma estação que favorece o contato com a natureza, a praia e a areia”, justifica. Caso a pessoa não tenha contato com o ambiente externo, o ideal é trazer a natureza para dentro de casa. Manter flores e plantas em casa durante o ano é uma ótima opção para isso.

Para a professora de arquitetura da UnB Cláudia Naves David Amorim, a iluminação natural também é muito importante “Luz natural traz diversos benefícios físicos e psicológicos, tanto em ambientes domésticos quanto de trabalho”, explica. O objetivo é ter o máximo de luz natural possível, sem superaquecer o ambiente. Priscilla Bencke também recomenda o uso de luzes amarelas no cotidiano. “Elas dão uma sensação de relaxamento, e ajudam a descansar.”
A neuroarquitetura pode transformar tanto casas quanto escritórios em ambientes mais agradáveis e acolhedores. A organização de um espaço também é um diferencial (foto: Priscilla Bencke/Divulgação)
A neuroarquitetura pode transformar tanto casas quanto escritórios em ambientes mais agradáveis e acolhedores. A organização de um espaço também é um diferencial (foto: Priscilla Bencke/Divulgação)

Feng shui

A arquiteta Juliana Torres estuda feng shui há mais de 20 anos. Para ela, a arquitetura sempre foi mais que “viga, pilar e parede”. Determinada a descobrir o que tornava certos ambientes tão agradáveis em relação a outros, fez um curso de geobiologia e começou a estudar com mestres nacionais e internacionais da área.

“Feng shui é uma técnica milenar chinesa de harmonização de ambientes cuja base é a observação do fluxo de energia na Terra”, explica Juliana. Com base nesses princípios, ela analisa o imóvel do cliente e como ele se relaciona com o entorno. O objetivo principal é potencializar o bem-estar.
%u201CVermelho, vinho e violeta são cores que atraem sucesso se bem posicionadas no imóvel%u201D, garante a arquiteta Juliana Torres (foto: Juliana Torres/Divulgação)
%u201CVermelho, vinho e violeta são cores que atraem sucesso se bem posicionadas no imóvel%u201D, garante a arquiteta Juliana Torres (foto: Juliana Torres/Divulgação)

Para a arquiteta, o ano-novo é um ótimo momento para limpar a casa e renovar energias. Além da limpeza tradicional, a arquiteta recomenda uma energética também. “Basta colocar potinhos de sal grosso novo, recém-comprado, nos cantos dos cômodos por até 48 horas e depois jogar fora da propriedade.”

Segundo Juliana, as mudanças com o feng shui são perceptíveis. “Após 20 anos de atendimentos, os resultados variaram de curas físicas, como dor de cabeça e enxaqueca, até aumento real do nível de prosperidade daqueles que optaram por fazer as curas propostas”, garante.
%u201CPara os mais conservadores, as cores vermelho, vinho e violeta podem ser colocadas de forma mais discreta%u201D, ensina Juliana Torres (foto: Juliana Torres/Divulgação)
%u201CPara os mais conservadores, as cores vermelho, vinho e violeta podem ser colocadas de forma mais discreta%u201D, ensina Juliana Torres (foto: Juliana Torres/Divulgação)

Organização

Mudanças na rotina de organização também são importantes para renovar as energias da casa. A personal organizer Adriana Souza garante que uma casa organizada é essencial para uma mente funcionando bem. Ela também destaca a diferença entre organizado e arrumado. “Uma coisa é chegar em casa e estar tudo arrumado, mas não conseguir achar nada. Outra coisa é estar tudo guardado em seu devido lugar.”

Para Adriana, organizar também é uma forma de desapegar. “Quando você começa a organizar a casa, você encontra vários objetos que não quer mais e se desapega. Isso é uma ótima maneira de fazer a energia circular.”

A personal organizer conta que tem trabalhado muito o minimalismo — a máxima “menos é mais” se aplica a ela. “Se tenho menos roupa, menos coisas em casa, tenho mais tempo para focar na família e no que importa. Minimalismo não é viver com pouco, é viver apenas com o essencial, sem excessos”, explica Adriana.

Ela dá uma dica essencial para quem quer um 2019 mais organizado: tire de 15 a 30 minutos diários para organizar um canto da casa. Criando o hábito, é mais fácil manter os ambientes sempre em ordem.

*Estagiária sob supervisão de Sibele Negromonte


Casa nova

A arquiteta Juliana Torres separou algumas dicas para quem está procurando um novo imóvel em 2019:
Procure lugares mais calmos para moradia, em vez de ruas movimentadas.
Opte por lugares com luz natural e bem ventilados, isso evita energias estagnadas e de baixa vibração.
Se possível, busque lugares que têm vista livre, de um horizonte, de um parque. Isso traz visão de longo alcance, capacidade de voar alto... Evite moradias que dão direto para outro prédio, muros, viadutos ou elevados.
Evite morar perto de linhas de metrô, de linhas de alta-tensão, de hospitais, presídios ou cemitérios.


Simpatia de ano-novo

Dicas de limpeza de Elainne Ourives, treinadora de reprogramação mental e psicoterapeuta quântica
Para iniciar 2019 com o pé direito, é preciso que o lar onde se vive também esteja alinhado com a energia da pessoa. Por isso, a especialista indica que, na primeira semana de janeiro, seja realizada uma “faxina total” na casa, em apenas um dia. “O intuito é jogar fora ou doar todos os objetos que não se usa e não fazem mais sentido estar ali. Isso inclui roupas, enfeites, móveis, entre outros”, explica.
Esse ritual é livre, já que você mesmo pode escolher o que quer que faça parte do seu novo ano, e o que não quer. “Minha dica é, depois de tirar tudo que não tenha mais sentido ficar dentro de casa, decore o lar com flores, pedras e espalhe ervas, como alecrim, arruda e manjericão. São opções ótimas para reenergizar e decorar o ambiente, pois as flores, além de serem lindas, trazem ótimas energias e alegria. As pedras também equilibram as vibrações do local onde são colocadas, e as ervas trazem tranquilidade e bem-estar.”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade