Publicidade

Correio Braziliense ESPECIAL

Metas de fim de ano: como tirá-las do papel?

Passados os rituais da virada, o início do ano exige ações e, sobretudo, planejamento para que os desejos se realizem. Algumas dicas para você se inspirar em 2019


postado em 06/01/2019 08:00 / atualizado em 10/01/2019 16:24

A noite da virada é marcada por rituais para que o ano que chega seja melhor. Para atrair prosperidade, muitos comem lentilhas, sementes de romã e vestem peças de roupa amarelas. Para conquistar o amor, roupas íntimas rosas ou vermelhas são indispensáveis. São muitas as simpatias, uma para cada desejo. E, mesmo para os mais céticos, mal elas não fazem. Mas por que não dar aquela forcinha para o Universo? É difícil observar mudanças positivas se não há um esforço por parte do maior interessado: você.

E é aí que entram as metas de ano-novo. Uma lista de posturas e atitudes para mudar o que não está agradando e ter um 2019 melhor. Os objetivos podem ser em diversos aspectos da vida, com foco maior em um ou outro ponto, mas fazem parte de um processo que impacta na qualidade de vida e na felicidade de cada pessoa.

O difícil não é pôr os propósitos no papel, mas, sim, colocá-los em prática, sem deixá-los de lado no decorrer dos meses. Para ajudar quem precisa de um empurrãozinho para mudar de vida no ano que chega, conversamos com alguns especialistas e também com pessoas que podem servir de inspiração. 

Combo para uma vida melhor

Um dos objetivos de Pablo Jaber é se aproximar mais do lado espiritual(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Um dos objetivos de Pablo Jaber é se aproximar mais do lado espiritual (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

“Uma mudança profissional — e consequentemente financeira —, com saúde e uma boa pitada de vida espiritual para que meu ano seja incrível.” É assim que o engenheiro civil Pablo Jaber Magalhães, 25 anos, define suas metas para 2019.

Diante de situações que o desafiaram em 2018, Pablo descobriu, há nove meses, a meditação, que se tornou uma válvula de escape, além de uma escada para a mudança de vida. “Isso me aproximou mais de mim mesmo, e pude ver os erros que cometia e encontrar estratégias para modificá-los. Passei a ter a sensação de que estava no domínio da minha própria vida.”

Lidando com as dificuldades de forma diferente, a chegada de um novo ano aparece como a oportunidade perfeita para uma mudança de vida geral, que, para ele, começa com o profissional aliado ao financeiro, o que vai lhe permitir vivenciar outros aspectos da vida como gostaria.

Sentindo-se mais próximo de seu eu espiritual, encontrou nos estudos de diversas religiões uma crença própria, unindo o que aprendeu e adaptando a sua forma de enxergar o mundo. Assim, decidiu se tornar responsável por si mesmo, inclusive financeiramente.

Pablo traçou um plano de estudos, que se iniciou com três horas diárias — em 2019, a meta é aumentar o período para seis e aprender a gostar de estudar. “Amo conhecimento, mas minha preguiça me impedia de me aprofundar. Em 2019, quero aprender a gostar de estudar, assim como gosto de saber”, filosofa.

Metas

A meta de Pablo está relacionada ao desejo de passar em um concurso público, do Corpo de Bombeiros ou da Polícia Civil. O engenheiro acredita que o concurso é um meio para alcançar seu grande objetivo: investir pelo menos 40% da renda, fazer um pé de meia e, aos 40, 45 anos, se tornar um acadêmico na área de engenharia.

“Além da estabilidade financeira, quero ter a sensação de que fiz minha parte, ajudando o país a se desenvolver, e não desperdiçar a minha capacidade intelectual”, afirma. Depois disso, quer focar no que gosta e construir uma família.

A rotina de Pablo mistura todos os seus objetivos. Para manter a saúde em dia, acorda cedo e faz caminhada. Em seguida, toma um café da manhã completo e medita para, depois, começar a estudar. Depois de uma hora e meia de estudos, malha e vai trabalhar.

No fim do dia, separa alguns momentos de prazer e descanso. Ele acredita que isso é fundamental para que suas metas sejam bem-sucedidas. “Isso ajuda a mente a descansar e o corpo a relaxar. Assim, voltando para as atividades, você está mais preparado.” Em seguida, mais uma hora e meia de estudos, antes de dormir.

Pablo afirma que sua meta é geral, pois tudo está ligado. Para ter sucesso profissional e financeiro, é importante estar bem física e mentalmente. “É um conjunto, em que tudo se conecta. Quando você cresce de um lado, acaba melhorando do outro também”, acredita.

 

 

Revolução profissional

Promover melhoras profissionais não depende apenas das oportunidades ou das pessoas acima de você no mercado de trabalho. Muitas vezes, pequenas mudanças de atitude podem ajudar no alcance de uma vida profissional mais plena. Reinaldo Passadori, CEO da Passadori Educação e Comunicação, explica que alguns comportamentos são essenciais para ser bem-sucedido profissionalmente, confira algumas dicas.

  • Seja proativo. A atitude mostra sinais de liderança e boa preparação.
  • Cumpra sua função e se mostre disponível aos gestores.
  • Saiba priorizar tarefas, se organizando e evitando a procrastinação.
  • Dialogue com seus gestores sobre seus objetivos na empresa.
  • Aperfeiçoe-se. Não deixe de se qualificar por meio da educação, com cursos e aprimorações.

Finanças equilibradas

O consultor financeiro Ricardo Maila afirma que a grande dificuldade financeira enfrentada no início do ano é consequência de não ter se planejado para mudanças no orçamento, que costumam acontecer durante a virada de ano. A rotina financeira é afetada pelo pagamento de impostos e pelas despesas escolares, além dos gastos com férias e as festas natalinas. Ricardo explica que o segredo é a prevenção, fazendo um planejamento com antecedência e reservas a longo prazo, preparando-se para esta época.

Dinheiro o ano todo

  • O primeiro passo é colocar no papel ou em planilhas o orçamento doméstico, fazendo uma linha do tempo mensal. Assim, é possível ter uma visão da realidade financeira ao longo do ano.
  • Em seguida, priorize os objetivos e assinale as necessidades. Verifique o que é possível trocar.
  • Na linha do tempo, coloque quanto meses faltam para o fim de ano e quanto é necessário economizar a cada mês para ter um montante satisfatório para as despesas finais.
  • Além da linha do tempo, deixe bem determinadas as despesas fixas, como as contas da casa, do carro, as despesas com escola e planos de saúde.
  • Em seguida, determine o valor destinado ao consumo variável, como mercado, farmácia, combustível, vestuário.
  • Separe também o que de seu orçamento é destinado ao pagamento de dívidas e contas parceladas. Por fim, separe o valor que busca investir.
  • É importante que todas essas despesas estejam dentro da receita mensal e que, conforme um aumente, o outro diminua, evitando assim o endividamento.

Pesquise sobre investimentos. Uma vez que seu dinheiro está investido, fica mais fácil resistir à tentação do consumo.

Como economizar no dia a dia

  • Não faça paradas desnecessários no shopping ou em centros comerciais.
  • Reduza as bebidas alcoólicas durante a semana.
  • Aproveite para fazer compras nos mercados nos dias mais tranquilos e os que oferem promoções específicas.
  • Faça você mesmo as coisas pequenas da casa, como pintura, jardinagem, limpeza de piscina etc. São afazeres, inclusive, que podem render momentos divertidos em família.


Fonte: consultor financeiro Ricardo Maila

 

Como ser mais saudável

O nutricionista Omar de Faria Neto ensina que os cuidados com a saúde devem começar sempre com o caráter preventivo. Independentemente de apresentar queixas ou não, o ideal é iniciar o ano com um checape geral. “Meu método é sempre prevenir, pedir os exames padrões e verificar se está tudo ok, mesmo que não haja reclamações específicas do paciente.”

O especialista, que pode ser de diversas áreas, deve solicitar exames de sangue para verificar vitaminas, minerais, hormônios, funcionamento dos órgãos e, até mesmo, marcadores de câncer. Omar indica também exames de imagem preventivos, como ultrassons, que mostrarão como estão os órgãos internos, o fluxo sanguíneo na carótida, a presença ou não de gordura ao redor do fígado, a presença de cistos ou nódulos. Todos os problemas que podem estar assintomáticos e que podem ser revertidos se encontrados precocemente.

A partir dos resultados dos exames, caso existam doenças, devem ser tratadas com o profissional indicado. Pequenas alterações, aquelas que podem ser revertidas com alimentação e exercícios, dependem muito do próprio paciente, explica Omar.

Planejamento

Silvia Perdigão pretende se alimentar melhor em 2019 (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Silvia Perdigão pretende se alimentar melhor em 2019 (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

A assessora parlamentar Sílvia Perdigão, 51 anos, já segue a primeira das recomendações médicas, que é fazer um checape anual, porém quer mudar outros aspectos da rotina para melhorar a saúde. Além de visitar o médico regularmente, ela faz atividade física na academia, mas lamenta não conseguir ter uma alimentação tão saudável quanto gostaria. “Preciso de uma reeducação alimentar. Apesar de estar saudável, não me alimento bem.”

Silvia não tem o hábito de tirar o horário de almoço a que tem direito no trabalho. Come na frente do computador e não tem tanto cuidado com o que consome todos os dias, o que acarreta diminuição na qualidade de vida e um ganho de peso com o qual não está satisfeita.

A assessora reconhece que precisa, mesmo que no meio do expediente, ter um tempo para si mesma, para cuidar do corpo e da mente. Nem que sejam duas horas para se alimentar com mais qualidade e relaxar por alguns minutos, enquanto digere o alimento, antes de voltar ao batente. Além disso, já se programou para levar marmitas preparadas por uma nutricionista, que vai atentar às necessidade de seu organismo. “Quero mais saúde, mais qualidade de vida e uma alimentação melhor.”

Silvia também pretende segurar os gastos supérfluos — tudo com foco na qualidade de vida. Quanto menos dinheiro ela gastar em prazeres momentâneos e passageiros, como um par de sapatos de que não precisa, mais condições terá de viajar com a família. “Vou dar uma olhadinha e só comprar se precisar de verdade, essa é a postura que pretendo ter.”.

O plano para 2019 é fazer duas viagens internacionais com o marido, os filhos e os netos. Uma delas para a Disney; a outra, se tudo der certo, para Portugal.

Hábitos diários para uma saúde melhor

  • Ter um alimentação equilibrada: o que permite que o organismo trabalhe melhor na prevenção de doenças e alterações metabólicas.
  • Fazer atividade física constante: além de ser um fator essencial para a saúde do corpo, afeta diretamente a saúde mental.
  • Manter uma boa higiene do sono: evitar consumir qualquer tipo de mídia na cama, antes do momento de dormir. Desligar televisão, computador, as luzes e deixar o celular de lado.
  • Beber a quantidade adequada de água: o cálculo usado pelos médicos indica 30ml para cada quilo que o indivíduo pesa. Quem pratica atividade física deve consumir 40ml por quilo.
  • Evitar álcool e cigarro.
  • Controlar a ingestão de açúcar e de alimentos industrializados.


Fonte: Omar de Faria Neto, nutricionista

Novos rumos profissionais

Ana Cláudia Oliveira tem um projeto relacionado à capacitação de artesãos (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Ana Cláudia Oliveira tem um projeto relacionado à capacitação de artesãos (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

Um projeto profissional que começou há dois anos e se completará em 2019 mudou a vida da designer Ana Cláudia Oliveira, 44 anos. Com um trabalho voltado para a área social, ela acredita no poder que o artesanato tem de transformar vidas e comunidades. É a esse objetivo que ela tem se dedicado.

Em 2017, Ana Cláudia começou o planejamento. No ano seguinte, cumpriu etapas e conseguiu determinar um foco para o projeto. Em 2019, Ana Cláudia vai lançar uma metodologia de ensino que terá alcance nacional.

A metodologia consiste em mostrar casos de sucesso, nos quais comunidades inteiras foram modificadas pelo trabalho artesanal. Ana Cláudia busca atrair pessoas mais jovens, ligadas à moda e à área digital, para que as novas gerações possam se interessar pelo artesanato e pelas comunidades, se apropriando também desse conhecimento e evitando que ele se perca no mundo moderno.

Ana Cláudia, que anteriormente trabalhava com design de interiores, conta que seu trabalho ficava muito restrito a uma elite e que não se via atingindo a quantidade de pessoas que gostaria. O fato de não exercer um papel transformador na sociedade inquietava a designer, o que fez com que ela buscasse a mudança. Um dos primeiros frutos do processo de reviravolta profissional foi a realização. “Sinto que comecei a trabalhar não só com design, mas sim com a transformação de vidas por meio do meu trabalho.”

Organizando a mente

Para a psicóloga Miriam Pontes de Farias, as metas, de fato, não são instantâneas: fazem parte de um processo no qual é importante não desistir quando não se observam resultados imediatos. Ela reforça que o fim/início de ano é “uma época para organizar a mente, o emocional e o corpo”. De rever o que foi alcançado e o que ficou no meio do caminho, mas que é importante pensar também em tudo que foi realizado, e não permitir que as frustrações e cobranças impeçam de continuar o processo de crescimento.

Ana Cláudia tem seguido à risca tais ensinamentos. As mudanças iniciadas em 2017 serão o foco da designer durante o ano de 2019. Ela conta que o processo já lhe rendeu muitas transformações e pretende que elas se acentuem no ano que se inicia. Entre elas, a própria forma de se vestir. Hoje, Ana Cláudia tem outro tipo de rotina, no qual passa meses em imersão em comunidades, se veste diferente, valorizando o trabalho autoral e cada vez mais trocando o salto alto pela rasteirinha e pelo tênis.

Para ela, mudanças profissionais ajudam a mudar toda a vida de uma pessoa e que todo o processo que vive tem trazido sabedoria e novas formas de encarar as dificuldades. n

Sem desanimar

  • Coloque as prioridades no papel ou mesmo no bloco de notas do celular. Escrever ajuda a visualizar e compreender melhor.
  • Crie metas semanais, mensais, semestrais e anuais. A cada etapa vencida, risque o que fez. Isso ajuda a dar a sensação de dever cumprido, motivando a continuação do processo.
  • Não abandone as metas mais distantes por não enxergar resultados imediatos. Foque nas metas diárias e semanais e não olhe tanto para o fim da linha.
  • Cuide da saúde. Somente assim terá condições de cumprir as outras metas.
  • Olhe para si mesmo e se coloque como prioridade. Muitas pessoas deixam de lado suas metas de melhoria pessoal pelo bem-estar dos outros ou do trabalho. Ela ensina que é importante não abrir mão de si.
  • Esteja próximo de família e entes queridos. A solidão é ums das grandes inimigas do bem-estar, pois a insegurança e os medos aumentam, impedindo o progresso.
  • Trabalhe o sentimento de gratidão. Seja grato pelo que foi conquistado e tente não se cobrar pelo que ainda não conseguiu.

Fonte: Miriam Pontes de Farias, psicóloga

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade