Publicidade

Correio Braziliense

Guia para montar mala pequena

Com as altas taxas para despachar bagagem, fazer uma mala pequena se torna ainda mais necessário. Confira dicas das especialistas e monte a sua


postado em 06/01/2019 08:00

(foto: Juliana Andrade/CB/D.A Press)
(foto: Juliana Andrade/CB/D.A Press)

 
As férias chegaram e quem costuma viajar sabe que arrumar a mala nem sempre é uma tarefa fácil. As roupas parecem se multiplicar e o espaço diminuir a cada peça colocada. Agora, com as taxas de bagagens das empresas aéreas, a missão se tornou conseguir levar o necessário em apenas uma mala de 10kg. Mas, acredite, é possível fazer isso sem passar perrengue durante o passeio.

Segundo a consultora de imagem Shaila Manzoni, o segredo está no planejamento e na organização. Para ela, o primeiro passo é a pesquisa. Ela afirma que é fundamental conhecer a cultura e o clima do destino para, então, escolher roupas adequadas ao ambiente e à temperatura. A também consultora de imagem Fernanda Silveira concorda e ainda indica definir quantos dias e quantas noites permanecerá no destino, além de pesquisar o lugar para saber o estilo de roupa dos frequentadores.

Outra dica de Shaila é montar um roteiro. Assim, será possível levar somente o necessário para montar os looks de acordo com a programação. “Quantas vezes você vai sair para jantar? O restaurante é mais arrumado ou mais casual? Vai andar muito? Saber exatamente o que vai fazer torna tudo muito mais fácil, assim você já pode deixar preparada na mala as produções para cada ocasião”, destaca.

Para diminuir o volume, a orientação de Shaila é escolher peças de roupas que se encaixem em, no mínimo, duas produções. “Leve essa dica a sério e você vai ver como vai diminuir bastante a quantidade de roupas”, garante.

Combinações


Fernanda indica pensar em uma peça de baixo, como calça, saia e bermuda, e combinar de duas a três partes de cima para cada uma delas. Ela ainda aconselha apostar em peças curingas: “Priorize roupas de cores mais neutras para poder repeti-las. Por exemplo, uma peça usada à noite para jantar pode ser repetida em outro dia”, afirma.

Ter uma ideia de combinações de roupas também pode ajudar nas escolhas das peças, além de otimizar o tempo na viagem. A orientação das consultoras é montar as produções e fotografar pelo celular. “Parece bobeira, mas vai facilitar muito a sua viagem não ter que parar para pensar em qual roupa usar. Guarde tempo e energia para o que realmente interessa”, frisa Shaila.

As especialistas ainda informam que além de diminuir as peças de roupa, é preciso ficar atento à quantidade de sapatos, pois eles costumam ocupar muito espaço. A dica é: leve o mínimo possível. Para isso, as consultoras aconselham escolher modelos que fiquem bem com muitas produções. “Prefira sapatos curingas, que combinem com todas as peças que levar. Pode ser um tênis e um salto, ou uma sapatilha e um salto”, ensina Fernanda.

Montando a mala

Segundo a consultora de imagem Fernanda Silveira, as roupas mais pesadas devem ir na parte de baixo da mala. (foto: Juliana Andrade/CB/D.A Press)
Segundo a consultora de imagem Fernanda Silveira, as roupas mais pesadas devem ir na parte de baixo da mala. (foto: Juliana Andrade/CB/D.A Press)


 
Roupas e sapatos escolhidos, agora é hora de guardar as peças e os acessórios. A primeira dica quanto a isso é a escolha da mala. Verifique o tamanho da bagagem e certifique-se de que é a ideal para levar na cabine do avião. Outro conselho é escolher os produtos em versão miniatura para a nécessaire. “Essa dica também é uma grande economizadora de espaço. Hoje em dia, praticamente tudo tem em versão menor”, destaca Shaila.
 
As roupas leves devem ir em cima. Fernanda ainda indica que calça, saia e blusas de tecidos mais leves, como seda, devem ir dobradas. Já peças de malha podem ser encaixadas em rolinhos. (foto: Segundo a consultora de imagem Fernanda Silveira, as roupas mais pesadas devem ir na parte de baixo da mala. )
As roupas leves devem ir em cima. Fernanda ainda indica que calça, saia e blusas de tecidos mais leves, como seda, devem ir dobradas. Já peças de malha podem ser encaixadas em rolinhos. (foto: Segundo a consultora de imagem Fernanda Silveira, as roupas mais pesadas devem ir na parte de baixo da mala. )
 
 
Para guardar as roupas, Shaila conta que prefere colocar as peças esticadas, porém tem quem prefira guardá-las em rolinhos. “Isso acaba sendo muito pessoal. Não gosto de fazer rolinhos porque eu não gosto de ter o trabalho de arrumar as roupas quando chego ao destino. Mas, de fato, isso faz você ganhar espaço”, ressalta.
 
Leve a menor quantidade de sapatos possível. Os pares devem ser colocados em saquinhos. Use potinhos menores para produtos como xampu e condicionador e faça bom uso das nécessaires. (foto: As roupas leves devem ir em cima. Fernanda ainda indica que calça, saia e blusas de tecidos mais leves, como seda, devem ir dobradas. Já peças de malha podem ser encaixadas em rolinhos. )
Leve a menor quantidade de sapatos possível. Os pares devem ser colocados em saquinhos. Use potinhos menores para produtos como xampu e condicionador e faça bom uso das nécessaires. (foto: As roupas leves devem ir em cima. Fernanda ainda indica que calça, saia e blusas de tecidos mais leves, como seda, devem ir dobradas. Já peças de malha podem ser encaixadas em rolinhos. )
 
 
Já Fernanda destaca que depende do tecido. “Calças, saias e blusas de tecidos leves, como seda, dobrados. Peças de malha podem ser armazenadas em rolinhos para serem encaixadas nos espaços que ‘sobram’ na mala”, ensina. A consultora ainda enfatiza que as roupas mais pesadas devem ir na parte de baixo e as mais leves por cima. Os sapatos, Shaila recomenda colocá-los em saquinhos.


O que não pode ir na bagagem de mão

Objetos cortantes
Produtos inflamáveis e explosivos
Para voos internacionais, frascos com líquidos mais de 100ml
Na dúvida, consulte a empresa aérea.
Fonte: Agência Nacional de Aviação Civil (Anac)


Dica de ouro

Sempre desfaça a mala ao chegar ao destino! Assim fica fácil visualizar todas as peças que levou e mais de organizá-la para voltar para casa!
Fonte: Fernanda Silveira, consultora de imagem e estilo

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade