Publicidade

Correio Braziliense

As redes sociais e YouTube influenciam suas emoções

Pesquisadores publicaram uma análise de mais de 2 mil vídeos do YouTube e mostraram que o conteúdo emocional de cada vídeo é vivenciado pelas pessoas que os assistem


postado em 14/01/2019 18:00


 
Você certamente já desconfiou que as emoções são contagiantes. E isso é verdade. Pessoas alegres, ou mesmo textos, te deixam mais para cima, e o inverso também é verdadeiro. Isso também ocorre com vídeos. Pesquisadores holandeses da Universidade de Tilburg publicaram recentemente uma análise de mais de 2 mil vídeos do YouTube mostrando que o conteúdo emocional de cada vídeo é vivenciado pelas pessoas que os assistem.

Isso é muito relevante quando pensamos que as emoções dos outros estão entrando cada vez mais facilmente nas nossas vidas, especialmente pela exposição ao conteúdo que nos chega pelo companheiro smartphone. E ainda há uma tendência de busca por conteúdos próximos ao que você é, ou de como você está, fenômeno conhecido como homofilia.
 
O estudo analisou palavras e emoções transmitidas pelos vídeos e também o conteúdo emocional dos comentários. Os resultados mostraram uma forte relação entre o conteúdo emocional dos vídeos e dos comentários feitos pela audiência, de forma imediata e sustentada. O mesmo já havia sido demonstrado em mídias sociais como Twitter e Facebook. O recado é simples: moderação com o mundo online.  

 
*Dr. Ricardo Teixeira é neurologista e Diretor Clínico do Instituto do Cérebro de Brasília 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade