Publicidade

Correio Braziliense CASA

Aprenda a iluminar a casa com ajuda das claraboias

O uso de claraboias ajuda a deixar o lar mais iluminado e fresco. Mas nem todos os cômodos estão aptos a receber o recurso arquitetônico


postado em 24/03/2019 08:00 / atualizado em 21/03/2019 13:57

 
No projeto Casa R, desenvolvido pela Outra Arquitetura, a iluminação zenital, de cima, foi utilizada(foto: Outra Arquitetura/Divulgação)
No projeto Casa R, desenvolvido pela Outra Arquitetura, a iluminação zenital, de cima, foi utilizada (foto: Outra Arquitetura/Divulgação)

 
Luz natural e ventilação são elementos sempre desejados em uma casa. A presença do sol e do vento, além de economizar na conta da luz, é benéfico para os moradores. As claraboias são ótimas maneiras de trazer mais luminosidade e aproximar a natureza da casa.

“Claraboias são um elemento arquitetônico que permitem uma iluminação de cima”, explica Fred Borba, arquiteto do Outra Arquitetura. Elas podem ter diversos tamanhos e formatos, além de materiais diferentes. A arquiteta Heloísa Melo Moura, do estúdio Mova, destaca os mais comuns: vidro e policarbonato, cada um com suas particularidades.

Fred Borba aponta as janelas no teto como uma boa opção para cômodos de transição, como corredores e halls de entrada. “Muitas vezes, esses ambientes não têm janelas laterais, e as claraboias são uma opção para trazer mais luz e conforto ao local”, explica.

Heloísa conta que, recentemente, em um dos projetos do estúdio Mova, usou uma claraboia no banheiro. “O cômodo estava virado para a área interna da casa. Fizemos, então, a abertura no teto para manter o banheiro sempre ventilado e claro”, justificou a arquiteta.

Em ambientes como quartos e salas, as ventanas no teto não são muito recomendadas. “No quarto, geralmente, queremos um ambiente mais fechado e escuro, por isso não usamos esse recurso”, explica Heloísa. Alguns cuidados precisam ser tomados na hora de optar pelas claraboias. Um estudo do terreno, que analise a direção do sol, é essencial para não abrir uma janela que superaqueça os ambientes. Fred Borba orienta sempre procurar um arquiteto quando for fazer modificações na casa. “O projeto arquitetônico é muito importante para não deixar o cômodo muito iluminado ou quente demais”, esclarece.

Ainda são poucos os clientes que pedem para pôr claraboias no lar. Na maioria das vezes, a proposta vem do arquiteto. Heloísa explica, porém, que a maioria aceita a ideia com facilidade. “Alguns têm medo ou ressalvas, mas, quando explicamos que pode ser feito com segurança e que o resultado é bom, eles topam.”

*Estagiária sob supervisão de Sibele Negromonte
 
As claraboias são ótimas opções para deixar ambientes de transição, como corredores e halls, mais iluminados. Neste projeto do Estúdio Mova, elas ajudaram a criar um jardim de inverno(foto: Haruo Mikami/Divulgação)
As claraboias são ótimas opções para deixar ambientes de transição, como corredores e halls, mais iluminados. Neste projeto do Estúdio Mova, elas ajudaram a criar um jardim de inverno (foto: Haruo Mikami/Divulgação)
 
Heloísa Moura conta que a claraboia no banheiro foi uma solução para deixar o cômodo iluminado e ventilado(foto: Haruo Mikami/Divulgação)
Heloísa Moura conta que a claraboia no banheiro foi uma solução para deixar o cômodo iluminado e ventilado (foto: Haruo Mikami/Divulgação)
 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade