Publicidade

Correio Braziliense

Não esqueçam do corpo ao tratar a doença mental

Pessoas com transtornos mentais têm expectativa de vida 18 anos menor, por conta de doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade


postado em 27/08/2019 16:31 / atualizado em 27/08/2019 16:36

(foto: Reprodução da internet)
(foto: Reprodução da internet)

 
É bem reconhecido que as pessoas que sofrem de transtornos mentais têm um risco maior de inúmeras doenças que diminuem significativamente a expectativa de vida. Estamos falando de diabetes, obesidade, doenças cardiovasculares, transtornos do sono, além de hábitos deletérios à saúde como tabagismo, excesso de álcool, sedentarismo e uma dieta pouco saudável. Pesquisadores da Universidade de Queensland, da Austrália, publicaram recentemente na revista The Lancet Psychiatry uma análise dos estudos relevantes sobre o tema com propostas para a melhora desse quadro.

Uma em cada cinco pessoas no mundo sofre de algum transtorno mental e, de acordo com os pesquisadores, a expectativa de vida é 18 anos menor entre eles. Contrário ao pensamento popular, essa diferença não se dá meramente por aumento nos índices de suicídio. Ela acontece majoritariamente por maus hábitos de vida e doenças orgânicas que são mais prevalentes nessa população. Os autores da pesquisa ainda encontraram uma escassez de estudos robustos que tenham analisado fatores de risco para doenças infecciosas e efeitos orgânicos no longo prazo das drogas psiquiátricas.
 
O documento chama a atenção de todos os envolvidos no tratamento da doença mental, sugerindo uma equipe multidisciplinar, que vá além do psiquiatra, do psicólogo e do enfermeira, mas que inclua profissionais de nutrição, educação física e clínica médica. Faz uma provocação para que os psiquiatras ajudem mais nos problemas ditos “orgânicos” dos seus pacientes e que os governantes se sensibilizem com essa situação que podemos dizer, sem pensar, que é dramática.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade