Revista

Feito de linhas, formas e cores

Explorar elementos geométricos é uma opção versátil para modernizar o lar. Confira o estilo que promete ser tendência no design de interiores em 2020

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 01/09/2019 04:10
Neste projeto, o arquiteto Pedro Grilo pensou o geométrico em cores neutras. O painel foge do óbvio e enriquece a propriedade. Outras referências geométricas mais discretas também foram ambientadas na fachada. A cor vibrante da porta soma modernidade à casa.

A geometria na arquitetura já era usada pelos povos antigos para garantir a harmonia nas construções. O senso de ordem permanece. E, para dar um up, a proposta mais atual inclui combinar estampas com motivos geométricos, inclusive padronagens disruptivas.

;Em um momento mais recente, o geométrico predominou muito nas décadas de 1950 e 1960, junto ao estilo pop art. E, agora, voltou com tudo;, diz o arquiteto Renato Andrade, da Andrade & Mello Arquitetura. Os elementos que evocam formas geométricas podem deixar o cômodo mais contemporâneo, principalmente se casados com a pegada industrial, ou ajudar a construir o estilo retrô tão em voga ; ;quando as figuras e as estampas parecem que vieram da casa das nossas avós e tias;, como ressalta.

Para um efeito sofisticado, azulejos quadrados, mosaicos, puxadores e pisos, que, mesmo mais discretos, têm espaço nessa tendência. Nas paredes, o trabalho com geometria irregular divide áreas do cômodo e garante requinte. É chique!



Um recurso para criar um mix de estampas é misturar diversos formatos: triângulos, círculos, hexágonos e listras. Os desenhos podem ser incorporados em capas de almofada e tapetes. A missão fica mais fácil ; e evita pesar a mão ; se colocado um pano de fundo neutro. Também dá para mesclar cores complementares, que são aquelas opostas no círculo cromático. ;A arquitetura já é feita a partir de uma série de formas geométricas, às vezes, trata-se simplesmente de realçar uma forma preexistente ou inserir complexidade em um espaço minimalista;, aconselha Pedro Grilo, da CoDA Arquitetura.

O interessante é que diferentes formas e combinações provocam reações diversas na mente. É o que aponta a psicologia das formas. Pedro explica que círculos, formatos ovais e elipses dão impressão de eternidade, além de projetarem uma mensagem emocional positiva. Formas com cantos retos, a exemplo dos quadrados e triângulos, sugerem estabilidade e equilíbrio.



Mas a tarefa de transportar a geometria para a decoração pede cuidado. Uma dica para valorizar o espaço é trabalhar linhas horizontais quando o pé direito é baixo. ;Caso contrário, o pé direito parecerá mais baixo ainda;, constata a arquiteta Cristiane Schiavoni. Por outro lado, as linhas diagonais oferecem a sensação de um ambiente um pouco maior.

O uso excessivo dos padrões também pode acabar pesando. ;O exagero costuma fatigar até o cérebro e, no fim, pode ser que nenhum dos elementos receba o destaque que merece;, justifica Pedro.

*Estagiária sob supervisão de Sibele Negromonte



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação