Publicidade

Correio Braziliense MODA

O beabá das bolsas

Item adorado pelas mulheres, o acessório é indispensável para compor a produção e somar mais personalidade ao look


postado em 02/09/2019 14:24 / atualizado em 02/09/2019 14:28

 

 

(foto: Uira Godoi/Divulgacao)
(foto: Uira Godoi/Divulgacao)

 

Elas podem ser terceira peça ou até a protagonista do look. Pequenas, médias ou grandes, as bolsas estão entre os acessórios mais queridos — e desejados — entre as mulheres. Muito mais do que um porta-pertences, elas reforçam a personalidade e a feminilidade.

 

A moda mostra que os primeiros registros do acessório são ainda da pré-história. Homens e mulheres guardavam materiais de caça, além de comida, dentro de bolsas. Com o passar dos anos — e civilizações —, os designs foram reformulados e elas se tornaram item indispensável para o dia a dia. Um dos fatores que contribuiu para isso foi a independência conquistada pelas mulheres, que passaram a ter jornadas de trabalho longe de casa e precisavam de um local para armazenar os itens pessoais.

 

Sabendo da paixão despertada nas mulheres, as grandes marcas encontraram a oportunidade de transformar as bolsas em peças-desejo no guarda-roupa feminino. “A bolsa é tão importante quanto o sapato, mesmo que não a carreguemos o tempo inteiro. Ela é responsável por dar um tom na composição do look, seja de sofisticação, seja de modernidade”, afirma a consultora de estilo e imagem Flávia Buchalla.

 

A consultora pontua que a maioria das tendências encontradas nas lojas de fast fashion é inspirada em modelos das grandes marcas. “A minha dica sempre é investir em uma bolsa que combine com a sua rotina e estilo de vida. Mulheres organizadas gostam de bags com divisórias, já as mais práticas preferem bolsas sem divisórias e que consigam ver tudo o que tem dentro. Vai de gosto e necessidade.”

 

Analisar o material da bolsa é um ponto importante. A consultora de estilo Camila Rosa recomenda observar os detalhes da costura, o tratamento do couro — caso seja o material escolhido —, se as estampas estão em sincronia e se há uma identificação com o modelo da bolsa. “Se for investir em uma bolsa de marca, aconselho a fazer um cálculo a longo prazo para ver se vale a pena, e se ela realmente combina com as cores do seu guarda-roupa e estilo”, indica.

 

Hoje, ter uma bolsa versátil e de fácil combinação é um desejo comum entre as mulheres. Pensando nisso, a Revista separou um guia de como escolher a bolsa perfeita para o seu estilo.

 

Clutch

 

São as queridinhas para usar em eventos noturnos e casamentos. Para acertar na escolha, a dica é: se você optar por um look estampado, bordado ou com a presença de cores e detalhes, o ideal é usar uma clutch mais neutra, lisa ou em um tom que orne com a produção. Já em um look mais discreto, com peças lisas, o ideal é caprichar com uma clutch com pedrarias e bordados para dar destaque.

 

Mochilas e bolsas esportivas

A empresária Julia Alcântara aposta na mochila da marca Tudo Orna para um visual mais despojado. De alça regulável, ela pode ser usada, também, como bolsa(foto: Reproducao/instagram)
A empresária Julia Alcântara aposta na mochila da marca Tudo Orna para um visual mais despojado. De alça regulável, ela pode ser usada, também, como bolsa (foto: Reproducao/instagram)
 

A mochila é um ótimo acessório para quem gosta de ter tudo à mão e preza pelo conforto, além de dar um ar descolado e contemporâneo ao look, Combina, principalmente, com mulheres de estilo mais esportivo e moderno.

 

Maxibolsas

Reforçando a praticidade e a comodidade para carregar muitos itens, a empresária e influencer Camila Coelho optou por uma maxibolsa da Christian Dior para viajar. (foto: Reproducao/instagram)
Reforçando a praticidade e a comodidade para carregar muitos itens, a empresária e influencer Camila Coelho optou por uma maxibolsa da Christian Dior para viajar. (foto: Reproducao/instagram)
 

São as preferidas das mulheres que têm uma rotina mais puxada e carregam muitos itens. São indicadas para trabalho, ocasiões que pedem um pouco mais de formalidade e seriedade.

 

Pochete

Mesmo em produções mais elegantes, a pochete pode ser uma opção. Lu Tranchesi a combinou com as cores do look durante o São Paulo Fashion Week.(foto: Reproducao/instagram)
Mesmo em produções mais elegantes, a pochete pode ser uma opção. Lu Tranchesi a combinou com as cores do look durante o São Paulo Fashion Week. (foto: Reproducao/instagram)
 

É um acessório que passou por grandes mudanças nestes últimos anos e deixou de ser considerada um item “brega” a partir do momento que as fashionistas mundo afora passaram a utilizá-la. Grandes marcas, como a italiana Gucci, contribuíram para a mudança na visão que esse acessório transmitia. A pochete é indicada para mulheres que prezam pela praticidade e desejam passar uma mensagem mais descolada.

 

 

Sonho de consumo

(foto: Uira Godoi/Divulgacao)
(foto: Uira Godoi/Divulgacao)
 

 

Apesar das tendências, existem alguns modelos de bolsas de marcas consagradas que permanecem na lista de peças-desejo. Seja pela logomania — estampa do logo da marca —, seja pelo design, algumas grifes alcançaram o sonho: emplacar it-bags que se tornaram verdadeiros itens atemporais.

 

Giovanna Nardelli, proprietária da marca de aluguel de bolsas e malas de luxo Rentbela,  afirma que as clientes costumam se inspirar muito nas fashionistas e influencers na hora de comprar ou alugar uma bolsa. “A escolha das clientes depende muito do que a moda está ditando, do que as blogueiras estão usando ou o que está em alta. E por conta das influencers, algumas marcas e modelos vão e voltam.”

 

A empresária, que estuda o mercado da moda, aponta que as marcas têm a estratégia de elitizar, aumentar a tabela de preços e valorizar o produto ao longo dos anos. E, como resultado, algumas dessas bags entram para o hall de clássicas e desejadas.

 

“Para quem deseja investir em uma bolsa de marca, recomendo que seja um modelo básico e neutro. Exemplos muito bons são as monograms, bolsas pretas ou nude. A pochete é um dos melhores modelos para se investir, por ser prática e dar um ar supercool na produção.”

 

Entre as marcas mais consumidas, o quarteto Louis Vuitton, Gucci, Prada e Chanel reinam absolutos. A empresária observa que, além de toda a história e consolidação das marcas, um fator que contribui é a presença das lojas no Brasil — coisa que não acontece com algumas brands concorrentes.

 

Algumas marcas para ficar de olho: Furla, Phillipe Lin e a Fendi têm conquistado lentamente o coração — e o closet — das brasileiras.

 

 

Cuidados básicos

 

(foto: Uira Godoi/Divulgacao)
(foto: Uira Godoi/Divulgacao)
 

Não é recomendado colocar caneta na bolsa sem estar dentro de estojo ou nécessaire. A mesma recomendação vale para maquiagem e afins. As manchas de canetas não costumam sair, já as de maquiagem podem modificar a tonalidade da bolsa.

Para manter as bolsas estruturadas, é recomendado colocar plástico bolha sempre que não estiver em uso.

Não guarde no armário uma bolsa em cima da outra.

Não tente fazer a limpeza em casa, procure um profissional.

Caso a bolsa esteja suja, pegue uma flanela branca com sabão neutro e água. Outras substâncias podem alterar a cor do acessório.

Cuidado quando for à praia!  Não coloque a bolsa diretamente na areia.

Condições externas podem alterar as condições da bolsa. Não a deixe perto de produtos de limpeza, sol ou piscina.

Nunca despache a bolsa. Em viagens, opte por uma bag que você consiga levar na mão.

 

 

 *Estagiária sob supervisão de Sibele Negromonte

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade