Publicidade

Correio Braziliense MUITO ALéM DA POLíTICA

João Campos e Tabata Amaral têm saído juntos. Namoro ou amizade?

Os deputados João Campos e Tabata Amaral têm sido vistos juntos com frequência. Confira essa e outras notícias do mundo político de Brasília na coluna desta semana


postado em 04/09/2019 20:05 / atualizado em 04/09/2019 20:24

Para começar, alguns segredinhos...

(foto: Câmara dos Deputados/Divulgação e Marcelo Ferreira/CB)
(foto: Câmara dos Deputados/Divulgação e Marcelo Ferreira/CB)
Baladeiros
Deputados João Henrique Campos (PSB-PE) e Tabata Amaral (PDT-SP) têm saído juntos em Brasília. Os dois estão solteiros há pouco tempo. Será namoro ou amizade?

Linhas tortas do amor
Embora tenha uma afiada equipe de assessores, o deputado Túlio Gadêlha (PDT-PE) conta, ainda, com ajuda da namorada, a apresentadora Fátima Bernardes, para fazer seus discursos e comunicados à imprensa.

Um por todos...
Os irmãos Daniella e Aguinaldo Ribeiro, do PP da Paraíba, são extremamente unidos. Para se ter uma ideia, a senadora e o deputado compartilham, além do partido, quase toda a equipe de assessores.

Pegou mal
Desde que Jair Bolsonaro apareceu vestindo uma camiseta patrocinada pelo restaurante Madero, a unidade brasiliense da franquia tem recebido reclamações de clientes insatisfeitos com a atuação do presidente.

O lobby do Cade 1

As vagas que o presidente Jair Bolsonaro cedeu para o Senado Federal no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) têm ao menos dois candidatos: Fernando Meneguin, assessor de Sérgio Moro no Ministério da Justiça; e Lucia Lambert, pesquisadora vinculada ao Instituto de Estudos Comparados em Administração Institucional de Conflitos (INCT-InEAC). Eles têm frequentado a Casa e distribuído currículos em importantes gabinetes.

O lobby do Cade 2
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também terá direito a indicar um dos conselheiros do Cade, mas o Senado tem de aprovar. A vaga poderá ser entregue a André Santa Cruz, diretor do Departamento de Registro Empresarial e Integração (Drei). Apoiado por pessoas próximas a Maia, Santa Cruz anda fazendo campanha pela indicação.

Convescotes no Piantella

Em 15 minutos, e após uma taça de vinho, dá para saber muita coisa no restaurante Piantella. O local foi palco do lançamento dos livros Processo civil e análise econômica e Processo civil contemporâneo, do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF). Por lá, comenta-se que o cordão dos puxa-sacos estava impaciente com a lista de autógrafos, extremamente longa. E que apenas o livro mais barato — Processo civil e análise econômica (R$ 68) — teve boa saída.

Brazil x Brasil

(foto: Nasa/Divulgação)
(foto: Nasa/Divulgação)
Parte do corpo diplomático brasileiro recebeu propostas para voltar das missões no exterior, ganhando em dólar, e ajudar o governo a solucionar a crise envolvendo a Amazônia. Mas essa turma, que trabalha com questões climáticas e é especialista em meio ambiente, não concorda com as atitudes do presidente Bolsonaro, que minimiza a situação. Eles preferem ficar no “Brazil”, em cargos menores, a voltar para o Brasil.

Dos bastidores para o front

Petistas graúdos querem convencer o ex-advogado-geral da União José Eduardo Cardozo a concorrer à Prefeitura de São Paulo. Todo-poderoso da Esplanada no processo de impeachment de Dilma Rousseff (PT), Cardozo abriu um escritório e advoga na capital paulista. Embora envolvido com a política, negou aos amigos qualquer intenção de ir às urnas. Será?

Falta gente

O cerimonial do Palácio do Planalto está capenga: falta gente para organizar tudo, dos jantares do presidente da República às solenidades do calendário oficial. Uma das cerimônias prejudicadas é o Dia Nacional da Independência do Brasil, celebrado em 7 de setembro, com desfile na Esplanada dos Ministérios. A coluna entrou em contato com o Palácio, que não respondeu às mensagens enviadas nem fez qualquer esclarecimento por telefone. Complicado...

Tinder

O novo ti-ti-ti da Câmara é o perfil do deputado André Janones (Avante-MG) no App de paquera virtual Tinder. Nada discreto, Janones colocou no perfil que é deputado eleito e trabalha no Congresso Nacional. A última figura pública que teve coragem de se assumir na internet foi a ex-deputada e ex-concorrente ao Ministério do Trabalho Cristiane Brasil.

Lava-Jato em xeque

Um pensamento compartilhado nas redes sociais do ex-governador de Brasília Cristovam Buarque causou mal-estar no Planalto. Cristovam saiu em defesa do ex-presidente Michel Temer (MDB), dizendo que ele nunca fez nada para frear a Lava-Jato. Atacou Bolsonaro, afirmando que seu governo “mostra interferências diretas para proteger interesses de aliados”. A declaração chegou aos ouvidos do presidente, cochichada pelos aliados do Congresso.

Baforadas

Uma brecha na lei permite o uso de cigarros eletrônicos em lugares fechados, como restaurantes e salas de reuniões. No Congresso Nacional, deputados e senadores usam o item até para dar baforadas nos gabinetes. A turma dos jovens adotou o adereço, que, segundo especialistas, é tão prejudicial quanto o cigarro comum.

Embaixadora Gretchen

Internautas estão colhendo assinaturas para que Gretchen seja indicada como embaixadora do Brasil na França. A cantora saiu em defesa da primeira-dama francesa, Brigitte Macron, depois que o presidente Bolsonaro publicou um comentário que a ironizava.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade