Publicidade

Correio Braziliense FITNESS & NUTRIÇÃO

Veja o que comer no carnaval para ter energia e recuperar o corpo

Especialistas dão dicas de hidratação e explicam quais alimentos garantem o pique para a folia e evitam sustos durante e depois das festas


postado em 16/02/2020 08:00 / atualizado em 16/02/2020 16:35

Grãos, legumes e frutas com gordura natural são ótimas opções para manter a dieta nos dias de folia (foto: Agência bcbiz./Divulgação)
Grãos, legumes e frutas com gordura natural são ótimas opções para manter a dieta nos dias de folia (foto: Agência bcbiz./Divulgação)
O carnaval é, para muitos, a melhor época do ano. Os mais assíduos nas festas e bloquinhos que o digam. Mas, principalmente para quem gosta de curtir, esta também é uma temporada de desgastes — muita bebida alcoólica, comidas gordurosas, horas em pé e pouco tempo de sono. E nada de esperar o carnaval chegar — ou passar — para correr atrás de saúde. O ritmo intenso exige cuidados com o corpo antes de cair na folia.

Preparação é justamente a estratégia do contador Lucas Viana, 24 anos, para aproveitar mais e melhor. Nesta época, os treinos e a dieta continuam. Para ganhar saúde e atingir uma estética mais atlética, ele dá um jeito de encaixar as seis refeições que faz por dia. São poucas as vezes que Lucas ingere álcool, mas, por se tratar de uma data festiva, ele conta que abre uma exceção no carnaval. Para compensar, bebe muita água.

“Enquanto me divirto, estou sempre comendo ou bebendo algo que me mantenha nutrido e reponha a hidratação. Opto por carboidratos complexos, que me dão energia de uma forma mais gradativa, como arroz integral e batata-doce. Sempre tentando atingir a meta diária de macro e micronutrientes. Também evito tudo aquilo que possa me fazer passar mal no meio da festa”, conta.

Algumas estratégias aplicadas ao longo desses dias realmente dão uma forcinha para seguir o ritmo. A médica nutróloga Marcella Garcez recomenda não pular as grandes refeições e, com isso, evitar sair muito da rotina. Antes de sair de casa, um café da manhã ou refeição reforçada com direito a frutas, ovos, iogurte ou outra proteína e cereais ajudam a ter disposição.

Vale deixar de lado comidas de rua de origem “duvidosas” e sem garantias de higiene. Também entram nessa lista os preparos muito gordurosos, com muitos molhos e condimentados com maionese, por exemplo.

A nutricionista Alessandra Almeida chama a atenção para frituras. “A comida frita já não faz bem. Pior ainda se reutilizarem o óleo nos preparos. Isso acontece muito nas barraquinhas e, algumas vezes, não conseguimos identificar.” Ainda segundo a especialista, até os sanduíches naturais devem ser bem selecionados para consumo, com a certeza de que foram armazenados corretamente pelo vendedor.
 

Sabendo beber

 

A orientação é clara: o consumo de bebidas alcoólicas deve ser moderado, sem grandes misturas, e alternado com muita água. É que o álcool inibe um hormônio antidiurético que reabsorve a água do organismo. “Por isso que, quando bebemos cerveja, é natural irmos tanto ao banheiro”, explica a nutricionista Alessandra. Vale destacar que as bebidas alcoólicas também dão mais trabalho para o fígado, porque são mais difíceis de digerir.

Mas há quem extrapole essa recomendação. E o ponto ruim é que a desculpa de que “tudo é festa” pode não cair bem. Para recuperar o corpo, a dica é descansar bem, beber água gelada e apostar na vitamina C efervescente.

Marcella também indica que uma colher de sopa de gordura boa na comida, como azeite de oliva, faz a bebida alcoólica ser absorvida mais lentamente e é uma boa opção para consumir antes de beber.

E os carboidratos?

 

Acumular carboidratos significa que terei energia garantida? Alessandra explica que não: “Muito carboidrato simples e até a própria bebida alcoólica, que não deixa de ser um carboidrato, podem ter efeito contrário. A verdade é que esse excesso de carboidratos aumenta a insulina e favorece a letargia, que é a desmotivação, o desânimo.”

O ideal é combinar outras fontes de energia, especialmente gorduras — que não é um salgadinho frito! Opte por frutas gordurosas, como abacate, coco e chips de coco (práticos para levar para a rua). Leites vegetais e ovos também são fontes de gordura boa e ricos em proteína.

Prepare o corpo

 

(foto: Aroma Dijon/Divulgação)
(foto: Aroma Dijon/Divulgação)
A nutricionista Alessandra Almeida sugere uma mistura de vitamina C, componentes com propriedades anti-inflamatórias, e glutamina, um aminoácido sem contraindicação que ajuda o intestino a funcionar. 
 
Confira a receita de shot para tomar logo no início do dia:
 
  • 20 gotas de própolis
  • Suco de 1 limão
  • 1 colher de café de açafrão-da-terra
  • 1 colher de chá de glutamina em pó
 
 
 
 
 

Snacks práticos

 

  • Muita água! A água de coco também é poderosa na hidratação
  • Açaí, que é superfácil de encontrar na rua. Basta escolher o tipo pasteurizado, que elimina o risco de contaminações
  • Castanhas
  • Frutas frescas
  • Chips de frutas ou outras frutas secas
 
 
 *Estagiária sob supervisão de Sibele Negromonte 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade